sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

"Vastarel" (trimetazidina): inútil e perigoso.

O "Vastarel" (trimetazina) está comercializado há mais de 45 anos com indicação cardiaca (no angor), oftalmológica (nas alterações visuais d'origem vascular e neurológica (na vertigem e zumbidos).

Apesar da sua eficácia nunca ter sido demonstrada, apresenta númerosos efeitos secundários com destaque para o risco de indução do sindrome de Parkinson.










Em 2004, em Espanha, uma serie de sindromes de Parkinson foram assinalados induzidos pelo medicamento, tendo regredido após a paragem do "Vastarel".





Em França até 2008, foram resgistados mais de 300 casos de efeitos secundários. Além dos sindromes extrapiramidais (Parkinson, alterações da marcha, tremores) como em Espanha, foram também descritos baixa das plaquetas.


Durante muito tempo, e ainda actualmente, o "Vastarel" foi considerado um medicamento inócuo, dado que era frequentemente receitado a pessoas idosas, os seus efeitos secundários foram menespresados dado que essa mesmo população sofre muitas vezes do sindrome de Parkinson.





A Comissão de Transparencia da Alta Autoridade da Saúde Francesa examinou em maio de 2006, todos os estudos disponíveis do tratamento da baixa da acuidade visual d'origem vascular na qual a trimetazidina ("Vastarel") está preconizada, a conclusão é que este não tem efeito demonstrável. Também examinou outra das indicações da trimetazidina no tratamento das vertigens e acufenos, tendo chegado que os resultados são sobreponíveis ao placebo.





Dada a ausência de interesse terapêutico e o risco de efeitos secundários graves, o "Vastarel" deveria ser retirado do mercado.








http://www.prescrire.org/aLaUne/dossierTrimetazidine.php

http://www.prescrire.org/bin/cqp/index.php?id=26658

http://www.prescrire.org/bin/cqp/?id=24526

http://www.prescrire.org/aLaUne/dossierTrimetazidineBilan09.php

http://www.has-sante.fr/portail/upload/docs/application/pdf/ct032831.pdf

http://www.has-sante.fr/portail/upload/docs/application/pdf/ct-3872_vastarel.pdf

31 comentários:

  1. Estou iniciando, hoje 21/06/2010, um tratamento experimental com o medicamento Vastarel. vou começar tomando 35 mg 2xao dia. Estou um pouco assustado com o que li nos comentários acima. Ficarei vigilante quanto aos sintomas descritos no texto. Daqui a 30 dias descreverei com o detalhos os sintomas sentidos pelo meu organismo. Estarei atento, principalmente quanto ao detalhe do Mal de Parkinsom.

    ResponderEliminar
  2. Antonio Luiz Ferreira24 de Junho de 2010 às 15:54

    Estou tomando Vastarel desde abril/2010 e não tenho observado quaisquer efeitos colaterais negativos e sim um abrandamento importante nas dores anginosas.Não entendo como um medicamento é fabricado e comercializado a 45 anos,sem trazer qualquer benefício ao paciente, causando efeitos colaterais tão danosos.

    ResponderEliminar
  3. Estou me medicando com Vastarel, receitado pelo meu Cardiologista, 2x35mg ao dia. Confesso que fiquei assustado ao ler a bula, no item que pode causar Mal de Parkinsom. Minha angina não evoluiu, mas também não notei nenhuma melhora significativa. Continuarei atento e informarei à vcs num próximo comentário.

    ResponderEliminar
  4. estou aqui com a receita e a pergunta que fiz à médica foi se trazia alguns efeitos colaterais e ela disse-me que não.Agradeço que nos informem,principalmente pessoas que o andem a tomar.Estou com muito receio, mas tamém , o que pode acontecer se não o tomar, dado que tenho algumas tonturas?

    ResponderEliminar
  5. Eu não tenho angina ,só tonturas e desiquilibrio,fruto da medicação antidepressiva que tomo,e o meu médico receitou-me vastarel.
    Será que não devia tomar ?

    ResponderEliminar
  6. (Ao anônimo acima)Sou médica e acredito que o senhor (ou senhora) não deva tomar esse medicamento. Não existe nenhuma evidência de benefício nesses casos, mas há casos relatados de efeitos adversos. O mais indicado é procurar o médico que receitou o anti-depressivo e rediscutir a melhor opção de tratamento.

    ResponderEliminar
  7. foi me receitado o medicamento vastarel lm para o sintoma de sindrome vertiginoso devo ou não tomar este medicamento depois do que li sobre ele fico com medo de tomar

    ResponderEliminar
  8. Estou com muito medo do Vatarel, pois já o tomo há cerca de 5 anos, será que me vai alterar o meu sistema de saúde, pois já tive um AVC esquémico.
    Agora estou com medo.
    Certo é que o meu neurologista me retirou dele, mas os anos que o tomei. Será assim tão mau!!!

    ResponderEliminar
  9. Não gosto de pessoas que se escondem no anonimato para tomar as suas posições.

    A sua posição sobre o uso do Vastarel é pouco fundamentada. Há, na realidade, um lobby poderoso farmacéutico - ou melhor lobies - que o seu interesse é o lucro e não a melhoria dos pacientes.

    Mas, quando se refere tal, tem de se apresentar alternativas medicinais comprovadas para as doenças. Caso contrário, são apenas balelas lançadas para o ar.

    O exemplo.

    "Em França até 2008, foram resgistados mais de 300 casos de efeitos secundários. Além dos sindromes extrapiramidais (Parkinson, alterações da marcha, tremores) como em Espanha, foram também descritos baixa das plaquetas".

    Quem sustenta estas afirmações? Você? Mas quem é você?

    Serafim Lobato

    ResponderEliminar
  10. Caro Serafim Lobato,

    Partilho consigo a opinião sobre o anonimato, mas por enquanto, por razões profissionais prefiro mantê-lo.

    As minhas criticas em relação aos medicamentos incidem nos que considero inúteis ou em que o benefício é inferior aos riscos. Sempre que existem falo das alternativas.

    Antas de publicar qualquer artigo tenho sempre o cuidado de consultar as fontes. Na maioria dos casos vêm no fim do artigo.

    Tem toda a razão quanto ao exemplo que cita não ter, por lapso, a respectiva referência. Mas aqui fica parte do relato, mais actualizado, de 07 de Julho de 2009, do departamento francês de farmacovigilância da AFSSAPS (Agence Française de Securité Sanitaire des Produits de Santé.

    O 1º inquérito de 12 Fev. 2008, analisa os casos de trombopénia e purpura trombopénica notificados até 30 Jul. 2007: 46 casos, 7 dos quais graves. Conclusão da AFSSAPS: trata-se de um efeito secundário da trimetazidina excepcional (mas que existe).

    O 2º inquérito de 03 Fev. 2009, analisa os outros casos de efeitos secundários provocados pela trimetazidina, com a excepção dos de trombopénia (analisados anteriormente). Até 12 Fev. 2008 foram notificados 762 casos na base nacional de farmacovigilância + 507 casos transmitidos pelos laboratórios. 319 dessas notificações foram dadas como provadas, das quais 136 graves e 183 não-graves.

    A AFSSAPS conclui que deve ser reavaliado o risco/benefício da trimetazidina.

    O relatório completo pedo ser lido em: http://www.afssaps.fr/var/afssaps_site/storage/original/application/61c6847bb097168d0bfe266d5515ec7b.pdf

    Espero ter respondido às suas dúvidas legitimas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tenho 76 anos,sou revascularizadoe uso stent,tenho grave coronariopatia,sofre de angina que me incomoda muito e o Vastarel foi receitado pelo hospital do coração de sobral-ce,comecei a tomá-lo mas tive de parar pelo alto custo,todavia recentemente com o agravamento da coronariopatia,voltei a tomá-lo.estarei atento a efeitos secundários e informarei os mesmos se notar algo estranho e desagradavel,como efeitos colaterais que,alias todos os medicamentos produzem em doses eficazes

      Eliminar
  11. Tenho 60 anos e tomo Vastarel LM há cerca de 5. Foi receitado em ORL por surdez súbita e zumbidos. Não ficou provado a origem da surdez, pensou-se que seria de origem vascular e daí a prescrição. Nunca tive qualquer sintoma adverso mas confesso que, ao ler este blogue, fiquei bastante apreensiva.Como sempre li, na bula, que não tem contra-indicações; a partir desta leitura fiquei com medo. Se alguem entendido na matéria me puder esclarecer ficarei grata. E, se com o meu testemunho tiver ajudado alguem, fico feliz. OBRIGADO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sofro de otoesclorose do ouvido direito desde os 42 e dois anos,há 23 anos que tomo o vastarel,nunca senti os infeitos secundários,foi me esplicado,na consulta de OTL,que nunca já mais podia de deixar de tomar,o vastarel,por minha alta recreação deixei de tomar,o médico é que tinha razão,porque as sentomas,voltaram zumbidos,dores sobre o ouvido direito,e um barulho insurdecedor,e uma batida constante,isto é aveia que leva irregação sanguinaao cerebro,que passa junto ao ouvido,que fica estreita o sangue chega ali e não consegue passar normalmente,então faz este barulho que sinto no ouvido esta foi a esplicação do otorrinologista.

      Eliminar
  12. Como sempre somos apenas uma "anónima" opinião, mesmo além da identificação no inicio do texto.
    Mas estou inclinado em acreditar que cada comentário é expresso sem qualquer interesse, além de informar a nossa opinião pessoal, assim como o senhor Serafim Lobato que deixa transparecer uma forte intenção de desacreditar os leitores da opinião negativa sobre o uso do Vastarel LM, o que me leva a acreditar que o seu lugar na sociedade é directamente afectado pelo comercio do referido medicamento.
    É inconcebível que uma simples pergunta como por exemplo o Anónimo em cima tenha segundas intenções.
    (Estou com muito medo do Vatarel, pois já o tomo há cerca de 5 anos, será que me vai alterar o meu sistema de saúde, pois já tive um AVC esquémico.
    Agora estou com medo.
    Certo é que o meu neurologista me retirou dele, mas os anos que o tomei. Será assim tão mau!!!)
    Mais me parece que o único aqui com segundas intenções é o senhor.
    José Peixoto

    ResponderEliminar
  13. meus sintomas são zumbido e tontura,há 2 anos.
    desde então consultei vários médicos e especialistas.
    descobri que a grande maioria deles quer é se livrar do paciente que tem zumbido.não é uma doença;é um sintoma de várias doenças ou somatório delas. compreendo que é difícil.
    meu ultimo médico foi um otorrino especialista em zumbidos com vários artigos escritos e, ao final de um pacote de exames, receitou-me diminuir sensivelmente bebida,parar de fumar,dieta,atividade física e VASTAREL RM(2x dia).tomo há 1 mes.
    Como resultado tive insonia ,o nivel de zumbido aumentou,a tontura diminuiu bastante e estava hiperativo em excesso.não tive tremores.
    parei e resolvi tomar somente 1 por dia.
    não avisei meu médico.
    vou ver como fica.
    comentem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite:
      Tenho a minha filha como os mesmos sintomas há quase um Mês, o zumbido continua. Pode dizer-me como evoluiu o seu caso? Estamos muito apreensivas
      mmrhist@netcabo.pt

      Eliminar
    2. Olá ! tenho zumbidos, há um ano, já fiz teste de audiometria e deu um "achatamento" ou seja , perda de audição, ( ouço normalmente, não é caso para uso de aparelhos!) deve fazer teste de audiometria e B.E.R.A , pode tomar "LABIRIN 16mg" não há contra indicações, diminuir ou suprimir o sal, se fumante , largar o cigarro,evitar alimentos lacteos, pois aumenta a neurosensibilidade, aumentando ou mantendo os zumbidos. è ótimo para diminuir o zumbido: Limão, ginco biloba, e gengibre faz aumentar a circulação na cabeça, diminuindo o zumbido, e o mais importante : manter a calma e equilibrio emocional, acostuma-se com o tempo, e alimentação a base de verduras e frutas e atividade fisica , diminui em 70% o zumbido! e ter fé em DEUS!!

      Eliminar
  14. Foi-me receitado o Vastarel para o zumbido, após fazer vários exames e darem todos Negativo, o médico especialista diz que pode ser stress ou coluna, o M. clínica geral receitou-me Trimetazidina (Vastarel, mas eu tenho as Plaquetas baixas (128) e pelo que li aqui algures o Vastarel como efeito secundário pode baixar as Plaquetas, decidi não aviar a receita.

    ResponderEliminar
  15. A minha mãe foi, hoje, ao médico de família que lhe prescreveu para sintomas de algumas tonturas, adivinhem: Vastarel LM 35 MG. Pois, achou que o Betaserc de 24 MG não seria suficiente, então aconselhou tomar este novo medicamento, conjuntamente, com o outro que já há vários anos o faz. Ora, vim à Net, procurar alguma informação sobre este medicamento e fiquei deveras assustada! Ela deixou de tomar meio comprimido para a diabetes à noite (Glucophage dado que há pouco mais de dois meses que o toma duas vezes - meio comprimido ao almoço e o outro meio ao jantar e acerca de um ano que só o tomava ao almoço ontem e hoje já se sentia bem melhor sem quaisquer tonturas, nem de manhã nem durante a noite) No entanto como precaução e embora ela se sentisse melhor e mesmo bem, fomos ao médico de família. Dado que, inicialmente, se pensou que seriam efeitos secundários deste último as tonturas e o estonteamento que a vitimou por algumas vezes, nos últimos dias. Após, ler os diversos comentários, acho que a vou aconselhar a deixar de o tomar... Ela também possui problemas de coluna e na zona cervical, pois tem os discos gastos, faz com alguma frequência fisioterapia na zona do pescoço, mais precisamente, duas vezes por semana. Agradecia que alguém perito na matéria me indicasse como resolver este dilema: a minha mãe deve tomar ou não tomar Vastarel LM 35 MG?! Pois, não sei muito bem como agir.Desde já, agradeço a vossa colaboração preciosa, pois estou angustiada e sem saber ao certo o que fazer.

    ResponderEliminar
  16. Oi, tudo bem? Eu soy argentina. Tomo Vastarel LP 35 mg porque perdi meu ouvido direito.Ainda fica bem o esquerdo mais el vertigo e muito, tambem tenho vertigo que me acorda de madrugada. Voy a falar con mi otorrino para saber de esos efetos colaterales que vcs falan.Saludos!

    ResponderEliminar
  17. Eu também fiquei muito preocupada com estas informações sobre o vastarel ML... Já tomo há cinco anos, as melhoras não são nenhumas... será que ainda me faz mal? Pois tenho vários problemas de saúde... De certo vou parar com ele...
    Me ajudam, por favor...

    ResponderEliminar
  18. Eu tenho sérias complicações na coronária direita, já implantados 3 'STENTS", 2 FARMACOLÓGICOS E UM CONVENCIONAL. Há 10 anos fiz uma revascularização do miocárdio, colocando 4 pontes. (os stents foram colocados a cerca de 2 anos pra cá). Entre outros medicamentos que tomo, um deles é o VASTAREL MR 35. Senti muita melhora qto as crises de angina ( média de 7 por dia, instável). As crises diminuiram muito, quase nem as percebo. Mas tenho sentido muita tonteira, de uns tempos pra cá, parece que vou perder o equilibrio. Não sei se tem algo a ver com o uso do Vastarel. Tenho consulta marcada no proximo dia 26/06/2012. Volto a dar notícias.

    ResponderEliminar
  19. Olá, eu tomo Vastarel LM desde há vários anos. Foi-me receitado por causa da minha vista, pois tenho nos dois olhos algumas manchas que se deslocam, é uma degenerescência do vítreo, que não tem cura; pode piorar ou melhorar; apareceu em 2000 na vista direita, nada me foi receitado na altura; mais tarde um oftalmologista receitou-me Vastarel e até tive alturas de nem ter quase nada; durante algum tempo nem tomei nada; em 2007 apareceu também na vista esquerda. Somente de há uns anos até agora é que tenho tomado o Vastarel LM com carácter regular. Como tenho outros problemas de saúde com sintomas variados posso nem dar conta do que se possa ir passando de anómalo. Como este problema de visão por vezes surge associado a possibilidade de descolamento ou rasgos da retina tenho sempre muito medo. Inclusivé tenho receio de parar de vez com este medicamento e até piorar. Com os meus outros problemas de saúde (hipotiroidismo; diagnóstico, ainda não finalizado, de doença auto imune, mais concretamente sindrome de syogren; também já sei que tenho tumores nas supra renais) carregar o meu corpo com outro problema agravado seria difícil.
    Acrescento que tomo Eutirox para estabilizar a deficiente produção da tiróide; tomo Lepicortinolo (cortisona) por causa da auto imune (e estou melhor, sem sintomas secundários; vou fazer novas análises daqui a uma semana).
    Gostaria de colher algumas opiniões acerca do que aqui expus. Gosto de ler estas páginas pois ficamos informados e informação é conhecimento que nos é sempre útil e agradeço ao autor do blogue e também a quem se disponibilizou para aqui deixar os relatos das suas experiências pessoais e as suas opiniões.
    Gostaria igualmente de tentar perceber qual a razão de ser a única, no meio de tantos comentários, a queixar-me de uma doença diferente.
    Maria da Conceição Toscano

    ResponderEliminar
  20. Olá! Após uma gripe que tive em fevereiro passado fiquei com zumbido e tonturas. Foi-me receitado o vastarel mas apenas melhorei ao nível das tonturas, o zumbido continua a ser um tormento!Já me deu vontade de parar com o vastarel! Alguém me sabe dizer o que fazer? Obrigada.

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde;

    Na passada quinta-feira dia 30 tive que ir à minha Médica de familia com fortes tonturas, enjoo, e sensação de desmaio. Ela mandou-me ao Hospital S.João no Porto; lá fui atentida por um medico neurologista e mandou fazer um tac cerebral e não viu nada. Mandou-me para otorrino; aí o medico que me atendeu após fazer alguns exames disse que eu tinha sindorme vertiginoso: receitou BETASERC DE 12 EM 12H E VASTAREL 35MG DE 12 EM 12HORAS. Quando li hoje a bula fiquei deveras surpreendida ao dizer que é indicado para angina de peito e não fala lá de tonturas nem de vertigens. Parei de tomar, pois também tomo antidepressivo CITALOPRAM 40 E VALIUM 10. Não sinto meloras a minha cabeça pareçe que anda semprpe à roda. Alguém poderá dizer-me o que devo fazer?
    Muito grata pela atenção
    maria helena almeida
    mhpalmeida@yahoo.com

    ResponderEliminar
  22. Utilizo(anónino), porque só tenho msn.
    ouvi comentar a questão Vastarel Lm e vim tentar informações. Tomo já há alguns anos e há 4 comecei a ter falta de equilibrio.Depois de um longo precurso,neurologistas , otorrinos, especialista em vertigens , oftalmologista,ortopodista,que me aconselhou um neurologista.Claro q nisto tudo , fiz imensos exames e uns tratamentos, tipo fisioterapia , aos ouvidos .Nada deu resultado.No penultimo neurologista,limitou se a dizer q tinha Parkinson, receitando Azilet.Passados alguns meses , fui pedir opinião a outro da mesma especialidade. Disse logo , quando iniciei a explicação,que eu n tinha nada disso. Mais exames , etc, etc.Tomo medicação para ansiedade e depressão.Disse me q seria realmente algo relacionado c a postura , olhos e ouvidos .Aqui estou c os "meus" desiquilibrios ,havendo dias q me dão alguma folga. Agora c a questão do Vastarel ...será desse medicamento? Do meu sistema nervoso ? Enfim , mais um assunto para me preocupar.Ah, também tomei Betaserc , um dos médicos , disse ser apenas um placebo.Gostei das informações , é sempre bom , poder colher algo...

    ResponderEliminar
  23. o meu pai tomou vastarel diariamente devido aos zumbidos nos ouvidos. apesar de no inicio nao referir nenhum sintoma, apos interromper e posteriormente reiniciar o tratamento, refere cefaleias, estado de nauseas e mal estar e perda de peso. ele refere tal sintomas com o inicio da terapeutica. Li a bula do infarmed e aparece tais nas contraindicaçoes. Acho no entanto, sui generis, porque ja tomou durante anos e nada referiu e so agora porque interrompeu se sente assim. sei que a idade vai avançando e as contraindicaçoes sao mais prevalentes.

    ResponderEliminar
  24. Hoje todos lhe terão que dar razão,pois o vastarel está a ser retirado a muitos doentes por ordem da Infarmed.Cá em casa 3 tomavam-no.Pena não ter lido há mais tempo o que o senhor escreveu.

    ResponderEliminar
  25. Curiosamente tomei o Vastarel durante muitos anos. Talvez em 2006, o meu médico ginecologista ao ver a lista de medicamentos que tomo, cortou alguns e esse foi um deles. Naquela altura ele justificou o corte dizendo que era ineficaz para o efeito que eu o tomava....No caso da minha Mãe que tinha angina de peito, sim, deveria continuar a tomar...

    ResponderEliminar
  26. Eu tomo o Vastarel Lm há dois anos,receitado por um otorrino,tenho 45 anos. Durante o tratamento, nunca foram registados efeitos secundários, pelo contrário, passei a dormir melhor e a sentir-me com mais energia, daí ter prolongado por iniciativa própria o tratamento! Decidi parar, por ter lido que o medicamento pode induzir a síndrome de Parkinson,...; Porém, não me sinto bem, mais cansada, durmo mal, queda de cabelo, pele mais oleosa, maior sensibilidade ao calor! Não sei o que fazer, pois sinto-me melhor tomando o Vastarel. Alguém, está passando por algo análogo? Mto agradecida.

    ResponderEliminar
  27. Muito obrigado Octopus pelo post,
    Fui hoje ao médico de otorrino e depois dos exames verificou-se uma perda de audição pelo que o médico me receitou Trimetazidina para tentar reverter esta perda de audição. Ao chegar a casa como na receita não tinha nenhum nome de marca, apenas o princípio activo, decidi pesquisar na internet e descobri este seu post. E descobri também que actualmente em 30/08/2013, já existe uma Recomendação de Restrição das Indicações Terapêuticas do Infarmed incluindo em particular que:
    * A trimetazidina não deve ser prescrita para tratamento de zumbidos/acufenos, vertigem ou perturbações da visão;
    Disponível na íntegra nos sites:
    http://www.infarmed.pt/portal/pls/portal/docs/1/8666682.PDF
    http://www.infarmed.pt/portal/page/portal/INFARMED/MAIS_ALERTAS/DETALHE_ALERTA?itemid=6458161
    da ARS LVT,
    http://www.arslvt.min-saude.pt/Documents/Brochura%20Trimetazidina.pdf
    e também da Agência Europeia do Medicamento,
    http://www.ema.europa.eu/docs/pt_PT/document_library/Referrals_document/Trimetazidine_31/WC500129195.pdf
    http://www.ema.europa.eu/docs/pt_PT/document_library/Referrals_document/Trimetazidine_31/WC500133921.pdf
    Pelo que desta forma já podem consultar toda a informação actualizada e decidir se devem (continuar) tomar a Trimetazidina sob a forma de Vasterel e outros.
    As melhoras para todos.

    ResponderEliminar