sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Pornografia e telenovelas

.







Pode parecer antagónico referir dois temas tão diferentes, quando a pornografia é consumida maioritariamente por homens, enquanto as telenovelas são-no pelas mulheres, mas muitos pontos estes dois temas têm em comum.




Pornografia a arte de fingir.
 

A pornografia sempre fez parte da sociedade humana, desde os seu primórdios , mas nunca como agora faz parte da nossa vida com a era da Internet.


Se é verdade que a pornografia faz parte dos nossos fantasmas mais remotos, para muitos homens esta  tornou-se numa obsessão, não é puro acaso que a palavra mais pesquisada no Google é "sex".


A pornografia até pode ser benéfica para uma casal estável, mas para muitos, não deixa de ser uma alienação da sua sexualidade vivida, por recorrer frequentemente a desempenho sexuais desmedidos e fora de qualquer contexto relacional e previligiar sempre o homem como actor e a mulher como mero objecto sexual.


Ao fantasmar que a relação com a sua mulher irá ser semelhante ao que vê nos numerosos  filmes e imagens pornográficas, este pode queres reproduzir as mesmas situações e caso não as consiga reproduzir, poderá ficar decepcionado e frustrado, afectando a relação do casal, que é muito mais do que sexo, apesar de este ser um factor construtivo fundamental .


Cria-se então um desequilíbrio, entre a a realidade e a ficção, pois a mulher é sempre a vítima preferencial dessas relações pornográficas, as mulheres nesses casos tornam-se uma "coisa". Nega-se então a plenitude sexual com todo o seu mistério.



A mulher como objecto na pornografia.


Sendo a sexualidade masculina mais facilmente despertada pela a visão, a mulher fica relegada ao papel de objecto dessa mesmo visão. Muitas mulheres pouco a pouco tendem a comporta-se como o que o companheiro quer delas e a imitar o comportamento dessas mesmo actrizes pornográficas. Num casal equilibrado esse estimulo até pode ser benéfico, e quebrar uma certa rotina, mas nas outras situações irá causar um sentimento de frustração por não estar à altura.


Os homens deixam então de ver as mulheres não como um todo, mas sim como seios e coxas, e as mulheres por seu turno, muito influenciadas pela publicidade, tentam competir com os modelos através de silicone, botox e aumento dos seios.


O negócio da pornografia excede 13 mil milhões de dólares, só nos Estados unidos, e 97 mil milhões em todo o mundo, maior do que os lucros da Microsoft, Google, eBay ou Yahoo juntas.


As relações humanas entre um homem e uma mulher não podem ser apenas um acoplamento mecânico sem qualquer cumplicidade. Se é verdade que as imagens sexualmente estimulante deixam marcas no cérebro, essas devem ser feitas sobretudo à custa da cumplicidade mutua.


A pornografia pode assim colocar um stress enorme no relacionamento do casal.


Muitos defendem que a pornografia legitima as fantasias sexuais, resfriando assim as potenciais agressões sexuais, mas mal vai a nossa sociedade quando necessita de tais escapes para que tal não aconteça.








As telenovelas como alienação.


Em certos aspectos, as telenovelas funcionam para as mulheres como a pornografia para os homens. Menos sensíveis aos aspectos da imagem, as mulheres funcionam com os seus outros sentidos, um dos quais o imaginário e a procura de um ser ideal, que não existe, ou quando existe, existe apenas na sua própria imaginação. Por isso são consumidoras de telenovelas que as projectam num mundo imaginário construído por seres perfeitos e de intrigas mais ou menos fantasiadas.


As telenovelas são assim uma das maiores fontes de entretenimento, especialmente para as mulheres. Apesar das telenovelas apenas abordarem uma determinada época, sentem-se coniventes com a época em que se passam.


As telenovelas não são o mundo real, mas a maioria compara as personagens intervenientes com a sua própria vida, ela, bem real, a a real fica sempre como não podia deixar de ser desfavorecida. Muitas mulheres não fazem qualquer distinção entre a vida que vivem e a que é descrita nessas mesmas telenovelas. A falta de distensão entre a ficção e a vida real muitas vezes acaba por criar um mau-estar nas suas vidas.


Tentam copiar as atitudes e comportamentos que vêm. Não se apercebem que na sua grande maioria o enredo das telenovelas é sempre baseado na sensualidade, na ambição, na violência e nos fingimentos.



Alienação de comportamentos humanos.


Através dos sonhos de glamour apresentados nestas ficções, consideram que a vida que têm com o seu companheiro não passe de uma banalidade frustrante. A maioria das telenovelas referem como banais as traições, nelas a ausência de solidariedade são habituais, ocultando aquilo que de bom se espera nas relações humanas.


As telenovelas acabam por ditar valores éticos e morais nas mentes das pessoas, que vivem essas telenovelas como fazendo parte das suas vidas, deturpados, esquecendo frequentemente o mundo real que as rodea. As telenovelas acabam por alienar as pessoas como as religiões.


Exploram as paixões humanas e exacerbem certos comportamentos sexuais como a pornografia para os homens os faz noutro sentido. Por exemplo, a nova versão da telenovela Gabriela tornou-se numa telenovela erótica, submergindo o pano de fundo político que era central na obra de Jorge Amado.




.

22 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... é mais fácil um fumador inveterado deixar de fumar, do que um tele-espectador deixar o ecran. Assunto TABU...

      Eliminar
    2. Amigo Rogério,

      Sem querer removi o teu comentário.

      Peço desculpa.

      Podes reeditar

      Mais uma vez desculpa.

      Eliminar
  2. Grande dr. Octopus. :) Excelente como sempre!.

    Deve ser por tudo isso também, que cada vez se torna mais raro, até aqui na província como gostam de chamar, ver famílias e casais que espelhem a felicidade. Tudo é virtual, fantasiado, inalcançável e à distancia... cada vez as pessoas procuram mais a felicidade, quando a satisfação plena é acordar todos os dias com um sorriso de alegria. É... eu sigo o que meus avós sempre disseram - "no simples está o belo". Aliás, acabamos com a TV com a ajuda de um ciclone, que fez voar a antena há uns anos e não sentimos a falta.

    Há mais tempo para pensar no outro, no que gosta, deixando de ser eu o foco, o nosso ego. O cérebro é uma máquina com um potencial imaginário gigantesco, potencial que deveria ser canalizado para quem se ama e para o que se ama... bem... mas podemos amar coisas? sim, podemos: A natureza. O cérebro deveria ser um órgão treinado pelo ser humano que o usa... mas não, até nisso há facilitismo, endossamos a outrem aquilo que temos de melhor que é o nosso imaginário. Mandam nos meus neurónios??? Era só o que faltava! Eu gosto muito dele... do meu imaginário e só há uma coisa que não consigo imaginar... é perder a pessoa que amo e sei que é recíproco. Daí que acordo todos os dias com um sorriso. :) É bom acordar todos os dias com um sorriso...! :)


    Quando a imaginação precisa ser estimulada que também acontece, nada como ler um bom livro, apreciar o pôr do sol, ouvir a água a correr num riacho, apreciar os animais, a natureza ensina e estimula... e se temos tempo, fazer circular o pouco que vamos aprendendo e o mundo seria muito melhor.

    p.s. Nem fazia ideia que a novela Gabriela tinha sido reeditada. Só vi duas novelas na vida e essa foi uma delas. Mas pobre do Amado se lhe fizeram aquilo que diz!...

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo, querida Fada. É como se fosse a minha alma-gémea em matéria de sensibilidade. Também sou uma pessoa do "ser" e não do "ter". Só vejo o nascer do sol quando faço uma directa, mas, pores-do-sol é constantemente. Um espectáculo incrível que, acho eu, só não tem mais espectadores porque...é grátis!
      Se fosse a pagar bilhete até se tornava chique e a fina-flor a ele acorria em grupo, como quando não olham a custos para ver o Sol à meia-noite no extremo norte da Noruega...

      Eliminar
    2. Olá Devir, meu amigo querido, :)

      Até nisso somos parecidos, o pôr do sol tem de estar no horizonte dário... quanto ao nascer é mais difícil mas também o vejo.

      Quanto ao ser grátis... até quando? se já nos obrigam a pagar para respirar? Mas é bem capaz de ter razão nas suas palavras, sempre tão certeiras e sábias....

      Um grande abraço para si

      Eliminar
  3. Fada,

    Tenho cada vez mais a sensação que muito poucas pessoas estão conscientes da vida real.

    Cada vez mais, vejo à minha volta, mais do mesmo, isto é, a altura em que alienamos valores básicos, as pessoas valorizam as fontes "oficiais" fruto de imagens construídas.

    O marido já não ama a sua mulher pelo que ela é, a mulher já não valoriza o marido que tem ao seu lado. Todos estão sedentos de facetas construídas pelos media como sendo o supra-sumo da sociedade e das suas condutas. Tudo não passa de uma ilusão espelhada pelos valores transmitidos pelos media.

    Vou-te parecer fora de moda ao defender valores que considero fundamentais na sociedade: a relação entre as pessoas, as relações inter-idades e a relação saudável com a nautureza.

    Actualmente, não encontro valores éticos fundamentais como a simples partilha. O amor deixou de ser genuíno, o simples facto de gostar de alguém e de partilhar já não existe.

    Como diria o principezinho: "foi o tempo que dedicas-te à tua rosa que a tornou tão especial".

    As pessoas e os casais deixaram de viver a sua vida para se dedicarem a viverem a suas vidas através da vida dos outros.


    As pessoas estão manipuladas e anestesiadas pelos padrão publicitários e mediáticos, já não ligam ao companheiro que têm ao seu lado, isso é monotonia. A sociedade estimula as pessoas a procurar fora o que poderiam ter dentro da sua relação com o companheiro que têm ao seu lado.

    Não desfrutam plenamente as relações pensando sempre no prazer imediatista e sempre no exterior.

    ResponderEliminar
  4. O filme Matrix, salvo os floreios cinematográficos, revela muito bem a ilusão em que todos vivemos, com distrações criadas para nos manipular e subjugar. Como dizem, a escravidão está na cabeça do escravo

    ResponderEliminar
  5. Prezados, na minha adolescência li muitas obras do Jorge Amado, escritor bahiano, e o fulcro da sua temática eram voltados ao comunismo, à pobreza e seus enredos se desenvolviam em torno desses assuntos com uma pitada erotismo, com mulheres e "puteiros" coisa bastante comum em sua época.

    Tanto que Jorge Amado foi eleito em 1945 como deputado federal pelo PCB - Partido Comunista Brasileiro.

    Mas, para não fugir do assunto as novelas realmente mexem com o incosciente coletivo e produzem todo o tipo de comportamento, seja nas relações interpessoais, seja no consumismo e na própria alienação de si mesmo criando um mundo paralelo fantasioso e o tendo como uma realidade absoluta.

    Ahô


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tibiriçá,

      Sigo sempre os teus artigos no teu blogue, se muitas vezes não comento é por duas razões: uma é a minha crónica falta de tempo, e a outra é porque depois do te tudo o que escreves muito pouco tenho para acrescentar, tal a minha sintonia com esses mesmos artigo.

      Um abraço

      Eliminar
  6. Olá Doutor Octopus,boa noite!

    De muito bom tom este post,simples e direto.
    Sou uma jovem senhora de 26 anos e ao olhar de algumas moças de minha idade sou taxada de velha, por que uma das coisas que detesto é novela.
    Aqui em SP a coisa mais rara de se ver é alguém como eu, é incrível o tempo que as pessoas perdem a frente de suas tvs dando créditos e tempo a tanta asneira.
    Quanto vou trabalhar no ônibus o assunto da mulherada é sempre Novela o engraçado é que sem querer e sem ver acabo por saber tudo que vai se passar srrsrsrs.

    A realidade a que vivemos jamais vai ser retratada da forma como é, afinal quem quer ligar a tv e ver coisas que não lhe trazem a sensação de bem estar? Ora essa já não basta tanta desgraça é preciso um pouco de ilusão para trazer alivio a alma,srrsrsrsr.
    Passar bem amigo Octopus,atenciosamente Pri

    ResponderEliminar
  7. Amiga,

    Leio com frequência os teus comentário no blogue da Fada do Bosque, e gosto.

    Uma coisa que dispenso é o tratamento por doutor, nunca fiz questão disso e essa maneira de tratar as pessoas com "deferência" irá-se manter.

    Pelo que deves ter lido dos meus artigos, sempre defendi e irei continuar a defender as mulheres e sempre irei lutar, à minha humilde maneira, pela plena igualdade das mulheres. Essa não será feita de certeza à custa de "modas" transmitidas pelos media.

    Um beijo e obrigado pelo teu comentário que muito me toca.

    ResponderEliminar
  8. Amigo Octopus

    Me desculpe por só agora ler seu post, aliás um ótimo post e dois assuntos como sempre polêmicos.

    Infelizmente as mulheres pouco mudaram em relação a educação de filhos homens, ainda educam seus filhos de forma machista.

    Existe uma piada que é mais ou menos assim:

    "Duas mulheres estão conversando, e uma que tem um casal de filhos fala para a outra:

    _Tenho dois filhos

    _ Minha filha teve muita sorte no casamento, seu marido leva café na cama todo dia pela manhã para ela, ajuda no serviço da casa, ajuda a cuidar dos filhos, um excelente marido.

    _ Já o meu filho não teve sorte nenhuma no casamento, casou com uma mulher que não levanta para lher dar o café da manhã, quando chega cansado do serviço ainda tem que ajudar em casa e também tem que ajudar a cuidar dos filhos, é um coitado."


    Octopus, no Brasil o pensamento das mães em relação a educação dos filhos homens ainda tem muito que mudar.

    Quanto as novelas, atualmente a maioria delas é um apelo a pornografia, a erotização das crianças e adolescentes, a instigação ao consumismo desenfreado, e o pior de tudo incentivam a uma desvalorização total da vida em familia, traições são mostradas como se a honestidade e a sinceridade não fizessem mais parte deste mundo. A hipocrisia é alimentada em todas as classes sociais, e os poucos que ainda são sinceros são tachados de antiquados.
    É triste, mas é a verdade.


    Um grande abraço meu amigo

    ResponderEliminar
  9. Octopus

    Aqui no Brasil está uma discussão tremenda sobre uma jovem brasileira que leiloou sua virgindade, um japonês de 53 anos venceu o leilão com o lance de 600 mil euros.

    http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/nacional/noticia/2012/10/24/japones-vence-leilao-de-virgindade-de-jovem-catarinense-376295.php

    Quando eu soube, fiquei chocado, mas depois analisei bem e pude constatar que:

    1- pesquisas mostram que 90% das mulheres se arrependem de sua primeira vez no ato sexual, e que se pudessem voltar atrás não escolheriam o mesmo parceiro, pois logo após sofreram desilusão amorosa.

    2- No Brasil a maioria das pessoas condenaram e disseram que ficaram com vergonha de serem brasileiros quando esta jovem fez um leilão de sua virgindade.

    Hoje eu não sinto vergonha alguma na ação dessa jovem, pois acredito que se tem alguém que deve sentir vergonha é com certeza o povo japonês, pois quem deu o lance foi um homem japonês.
    Todos falam mal da jovem que está se vendendo, mas ninguém criticou aquele que comprou a virgindade da jovem.
    Digo sempre e continuarei a repetir, a prostituição só existe porque tem consumidor, e se as jovens chegaram agora ao ponto de leiloarem sua virgindade é somente porque sabem que para a maioria dos homens o amor não vale mais nada, sabem que são tratadas como um pedaço de carne, então nada mais justo para elas em negociar o próprio corpo, ao menos estão consciente do ato e não iludidas por um falso romantismo.
    A culpa disso é única e exclusiva dos homens, homens esses que sempre estiveram acostumados a usar e abusar das mulheres e depois descartar como se mulher fosse lixo, homens que não pensam duas vezes na hora de abandonar suas esposas e filhos para irem atrás de sexo, homens que abusam sexualmente até das próprias filhas, sobrinhas, enteadas, irmãs...

    Vergonha não é ver hoje uma mulher se expondo dessa forma, porque isso é o resultado ao longo dos anos das atitudes masculinas.


    Vergonha nessa hora é ser homem!!!


    Me desculpem.

    Um grande abraço meu amigo


    ResponderEliminar
  10. Burgos,

    De todas as pessoas que frequentam os nossos blogues, sempre te disse, és a pessoa que humanamente mais se aproxima das minhas ideias.

    Bem sabes,que sou ateu convicto, custa-me conceber que uma pessoa possa acreditar num qualquer ser "superior".

    Do ponto de vista "político", bem sabes que defendo uma ideologia anarquista, livre de partidos e toda a "corrupção" que lhes está associada.

    Estes conceitos não preconizam que vale tudo, quem pensa isso não percebeu nada destes conceitos, bem pelo contrário são conceitos que considero nobres em que o ser humano vale o que vale só por si.

    Mas numa coisa estou de acordo contigo, continuo a defender valores. Valores esses que considero fundamentais, para além de qualquer ideologia.

    Um desses é a família, como núcleo fundamental da sociedade, o outro é defender a mulher, frequentemente relegada ao papel de progenitora.

    Para além dos conceitos de virgindade e outros que não fazem qualquer sentido, o que me deixa triste é que estão a tomar as mesmas atitudes dos homens.

    A pornografia sempre existiu e vai continuar a existir, num casal equilibrado até pode ser fruto de novas descobertas. As telenovelas, essas sim, podem ser fruto de dissociação no casal por causas das expectativas frustradas.

    Os homens não têm toda a culpa, como as mulheres também não, o que se criou foi uma ruptura entre o imaginário, por vezes saudável, e o mundo real com todos os seus problemas do dia a dia. O problema é dissociar o imaginário do real.

    Uma grande abraço amigo

    ResponderEliminar
  11. Octopus

    Convivi a maior parte da minha vida trabalhando com médicos, e posso contar nos dedos de "uma" mão aqueles com quem trabalhei e que realmente eram humanistas e solidários, a maioria era pessoas que se intitulavam doutores da medicina, mas não tinham consideração alguma para com os pacientes, nunca tive um bom relacionamento com eles, exceto em rarissímas excessões, sempre fui por eles acusado de contestador e questionador.
    Fico feliz em saber que em Portugal tem um médico que verdadeiramente se preocupa com os seres humanos.

    Quanto ao fato de tu ser ateu convicto, deixei uma resposta sobre isso para você lá em meu blog. Veja lá:

    http://www.burgos4patas.blogspot.com.br/2012/11/milhoes-de-mortos-provocados-pelo.html

    Um grande abraço meu amigo

    ResponderEliminar
  12. Caro Octopus,
    Observo que essa agenda pornográfica é bem antiga, mais antiga do que a pornografia em si.

    Pornografia é o que?
    É a forma da humanidade se reproduzir levada ao patamar cafajeste, onde se legitima qualquer lixo reproduzindo (é por isso que existem tantos salafros no mundo, é porque foram paridos de forma pornográfica.) e com isso condena a humanidade ao ocaso por falta de upgrade gerado pela diversidade genética (a razão única da reprodução sexuada), havendo apenas up grade do que não presta.
    O Alfredo Braga escreveu material muito bom sobre a origem da industria porno, mas onde vou chegar, o próprio Alfredo abomina!!!
    A criatura que todos chamam de deus é o verdadeiro criador da pornografia, vamos aos fatos:
    Esse ser anatematizou a mulher, estabelecendo-a maldita, imunda, traidora, tentadora, rebelde, desobediente e a fonte causadora da desgraça humana!!
    Segundo essa aberração megalomaniaca, a mulher foi a causadora da caida da humanidade.
    Ora, se quero destruir uma raça, o que farei será destruir a fêmea, via estupro (inseminando com gene inferior na lógica de cavalos troianos, igual ao que faz um vírus), via minorização (nesse caso o "pai" passa ser a voz de comando, ele passa a ser a medida da eficiência humana) ou da melhor forma e mais fácil, induzindo a mulher a confundir seu genital com parquinho de diversão de cafajestes, fazendo-a crer que sua "imunda" vagina só serve para dar, só serve para alegrar os falos dominanates, ao invez de permitir que elas usem suas vaginas da forma que é para serem usadas: Para reproduzir o melhor, o mais apto. Vagina deveria ser trofeu para estímulo de evolução, assim como em todas as raças animais.
    Pensemos que se mulheres só dessem para os possantes, os mais aptos, não existiria gordo, pois gordo é uma aberração decorrente da falta de carater e egomania, onde alguém passa a se crer merecendo mais do que os outros sem ter nada a oferecer, e assim trabalha pela metade mas consome o dobro, custa 4 vezes mais caro para a sociedade, pois trabalha metade e recebe beneficios dobrados, inclusive em assistencia médica que quem paga são os cidadãos sarados, aqueles que pagam tributos para sistema de saúde e não usam tal serviço, pois tem saude e dessa forma só sustentam os deteriorados.
    Observemos que gordos comem mulheres e o mais abjeto, reproduzem suas caracteristicas deletérias para a "bosteridade"!!!
    A humanidade foi destruida há muito tempo, exatamente no tempo que se criou a pornografia, que foi quando a mulher começou a aceitar lixo dentro dela por conta da agenda monogâmica.
    Vagina TEM que aceitar somente e puramente o mais apto e esse não é gordo, não é pederasta, não é fofinho com perfuminhos e trejeitos metrossexuais, não é modelito estereotipado. O mlehor é sempre aquele que não se basta e ao invez de fazer o up grade na forma de "ter" faz o um grade na forma de "ser".
    Ou seja, é o que é, e não o que tem.
    O que tem, tem porque não conseguiu ser.

    Continua abaixo.

    ResponderEliminar
  13. Continuação.

    Resumindo a bagaceira, a sexualidade humana já foi de tal forma sabotada que qualquer analise da questão passa primeiro pela necessidade de fazer o "omem" virar Homem, e a mulher virar a Mulher, e para isso, a primeira coisa a entender é que vagina não é parquinho de diversao de viagreiro (uma prova indelével de que não existe mais homem nos conformes primários da raça, os homens já nõa conseguem fazer o que macho tem que fazer) e muito menos é vazinho de inseminação por espermatozoide manco (reprodução assistida é uma aberração insana onde a natureza é negada, para que lixos sem poder reprodutivo se distribuam pelo mundo), o preço dessas aberrações é a perpetuação de pusilânimes!!!

    Se observarmos a bagaceira de perto, veremos que quem estabelece essa agenda são os criadores de animais de corte, onde se perpetua o gordo (maior lucratividade) em detrimento do magro, se faz inseminação assistida para aumentar a produtividade gorda e acima de tudo, se garante que os mais fracos são o padrão, pois fortes são duros de comer.
    Mas se deus estabeleceu uma agenda para nós igual a de animais de corte, não seria um claro indício de que noós somos criados para alimentar essa coisa???
    Essa coisa afirmar em números e levítico (livros pentateucais)o tempo todo que "o cheiro e aspecto de carne queimada é agradável ao senhor" não é uma clara evidencia de que somos criados como animal de corte???
    E mais, sendo essa imundicie deus, não é um indício de que a mulher é a arma contra essa imundicie? afinal o medo que esse ser sente das Fêmeas é tão grande que ele apesar de precisar delas para reproduzir, precisou legitimar religiões que sabotem a mulher de todas as formas.
    Seres fracos só destruimos uma vez, mas se é preciso manter a agenda pornográfica por tanto tempo, é sinal de que a fêmea tem mais recursos do que deus, pois mesmo ele e todos os machos frouchos (os fortes não querem e nunca quiseram dividir mulher com broxas pusilânimes), a imensa maioria, não conseguiram destruir ainda a mulher, é sinal de que ela é que é a divindade, o princípio feminino!!!

    Caro Octopus, pornografia na atualidade é tudo!! Não existe sexo sadio.
    Filhos que nascem de sexo bebado, já nascem bebados, e como o álcool é a maneira de convencer mulheres recalcitrantes a aceitarem serem montadas (nem o do bêbado tem dono e nem a da bêbada) podemos concluir que a maioria dos atos sexuais feitos no mundo há muito tempo são atos sexuais de bêbados.
    Onde existem mulheres que ousam "escolher" bêbadas o destino da descendência, o resultado é o que vemos, os lixos se assomando como donos do mundo.
    Novela é um tipo de pornomasturbação, onde o imaginário de macho passa a ser lixos vaidosos e eonistas, ao invés de homens de verdade, e o resultado, , foram e serão sempre filhotes de lixos alavancados ao topo da cadeia alimentar! Só que não a nossa, mas a cadeia alimentar de deus!!

    ResponderEliminar
  14. Vapera,

    Obrigado pelo seu comentário, que imagino aos olhos de muita gente polémico.

    Como ateu convicto, compreendo os seus comentários, pois só existe "um Deus", fruto da imaginação humana e do seu medo pelo desconhecido, para subjugar os Homens.

    Nesse contexto, a mulher sempre assustou o homem que necessita de "religiões" como a pornografia para afirmar a sua condição. O mesmo se passa com as telenovelas, mas também com o hermafroditismo vigente.



    ResponderEliminar
  15. Caro Octopus,

    Citando Mário quintana: "Para os peixes do aquário, quem coloca a água é deus"

    Não seria a mesma coisa a negação peremptória de deus o mesmo que a crença total de deus???
    Observemos que deus é uma figura masculina, ou seja, é um avatar falocrata, assim podemos entender que o termo deus é inadequado e megalofalocratico.
    Se existe divindade ela com certeza é feminina, visto que é o princípio feminino o que é gerador. O princípio masculino é o princípío mutagênico, e assim deveria servir para fazer o upgrade da raça, mas levando em conta que viagra é algo normal podemos aceitar que tal mutagenia que se perpetua é defeituosa, pederasta.
    Observemos que a fêmea pode fazer partenogênese (claro que os doutos dizem que é impossível, afinal eles precisam convencer as mulheres de aceitarem ser parquinhos de diversão de cafajeste broxa e o pior vazinho de perpetuação de lixos broxas!!!
    Como vemos, negar deus é legitimar uma agenda macabra que só pode ser destruida com o desmascaramento de deus, uma coisa alienígena, pederasta, misógina e sádica.
    A proposta da divindade total é inócua, visto que tal divindade teria que ser o holos, ou seja, teria que ser a luz e as trevas, teria que ser o tudo e o nada, teria que ser o indestrutível e o que destrói tudo, teria que ser o TAO e sendo o TAO, nada é ou deixa de ser!!!
    Esse é o deus criado para seduzir intelectuais, assim como a ateismo serve para que negando divindades, o ser humano acaba se desviando da verdadeira causa das desgraças humanas, deus!!!
    Esse (s) ser (es) malditos são exatamente como nós, criamos os animais para alguma serventia, e essa imundicie pactuou com judeus para faze-los servirem ao que melhor fazem, cafetinar (pastorear) animais, e eles estão cafetinando goyin (gado) graças a deus e sua agenda onde se mistura a tudo e todas as filosofias para que possa dominar por trás dos panos.
    A maior virtude do demônio e convencer a todos de que é deus!!
    Não estou falando de propostas maniqueistas, mas sim sobre a questão da predação natural do universo. O universo é predador, a evolução é predadora, e a imundicie divina que atormenta a nossa existência é o nosso repto, enquanto aceitarmos esse ser seremos comida deles, e dizer que essa imundicie não existe não ajuda!!

    Somos deuses de gados, galinhas, abelhas, e uma sorte imensa de animais, e a imundicie que se diz deus é deus de nossa burra raça e talvez de outras.
    Mas o importante nisso tudo é que a linhagem de deus não presta pois se somos deuses de animais e só os desgraçamos, logicamente deus faz o mesmo conosco e o deus de deus com ele.
    Isso é que é um ciclo vicioso de megalomania de imagens feitas a semelhança de deus.
    O ego é prejudicial à saúde!!

    ResponderEliminar