quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O silêncio dos culpados

.











Na segunda-feira passada, no Porto, uma mulher de 28 anos, quando se preparava para entrar num táxi, despediu-se da amiga com um beijo na boca.

O taxista mandou-a sair da viatura, e quando esta perguntou porquê, foi agredida com um soco na face, atirada ao chão e arrastada para a berma da estrada. Tudo isto à frente de mais dois taxista que nada fizeram para a ajudar.




Não conheço a Sara Vasconcelos, mas saber que ela foi espancada por um taxista no Porto por se ter despedido da namorada com um beijo na boca torna-me a existência insuportável. 


Não me agrada viver num país em que as pessoas são agredidas por amarem. E muito menos num sítio em que a agressão se faz perante o silêncio cúmplice das pessoas que passam sem esboçarem um gesto. 


As causas não são universais por serem pessoalmente nossas e do vizinho do lado, são assim porque revelam uma situação de violência sobre os outros que põe em causa toda a nossa humanidade.


Como dizia Rosa Parks, a mulher negra norte-americana que não aceitou, a 1 de Dezembro de 1955, ser obrigada a dar um lugar no autocarro a um branco porque as leis a obrigavam: "Desejava ser livre, e não estava sozinha. Havia muitas pessoas que desejavam como eu a liberdade." E esse desejo de liberdade, essa intolerância a leis injustas, incendeia almas e muda as coisas. 


Não é por falta de aviso que continuamos nesta situação intolerável: todos os dias temos notícias do número de mulheres assassinadas pelos maridos; há uns anos, também no Porto, uma pessoa foi torturada até à morte por ser transexual; há inúmeros casos de agressões a raparigas quando saem à noite. E nós olhamos para o lado sem fazer nada.


Estas pessoas foram, como a Sara, violentadas pela nossa indiferença e pela nossa passividade. Se os agressores tivessem a nossa condenação física e social, a Sara não teria sido espancada. São igualmente responsáveis a besta que bate e as pessoas que viram a cara. 


Todas essas agressões são semeadas quando não reagimos, lhes tiramos importância, as convertemos em algo pequeno e risível. A defesa da liberdade, mesmo da nossa e dos nossos filhos, começa na defesa da liberdade dos outros. 


Não podemos viajar no tempo, estar numa rua do Porto no tempo e no espaço em que Sara foi esmurrada e pontapeada, mas podemos tornar impossível a vida destes agressores. Basta não transigirmos.





Publicado no jornal i dia 17 dezembro 2014 por Nuno Ramos de Almeida.





.

10 comentários:

  1. "Não me agrada viver num país em que as pessoas são agredidas por amarem."

    ResponderEliminar
  2. Caro Octopus,
    Há um engano.
    Entendo que toda mulher DEVE praticar lesbianismo, tribadismo, pois é a única forma de aliviar os pruridos genitais sem se misturar com "omens" (entidades dotadas de falos mas que não tem qualidades intrínsecas a perpetuação da espécie), observo que é REGRA no mundo animal a seleção do melhor macho para reprodução e SÓ ele copula com as fêmeas. No mundo "umano" não existe essa seleção graças a RELIGIÃO, e sobretudo a deus, a entidade misógina e excremental que gosta de "machos" ajoelhados em frente a seu falo (se ajoelhamos frente a um homem ficamos em posição de felátio), tal entidade estabeleceu regras incoerentes para que mulheres aceitassem qualquer lixo como macho, garantindo a degeneração TOTAL da raça humana, ao ponto de hoje em dia seres que aquilatam o esgoto do corpo, o ânus, à porta mágica da vida, a VAGINA, que aquilatam o esgoto do corpo a órgão REPRODUTOR, serem vistos como dignos e merecedores inclusive de respeito, sendo que aquilatam com suas condutas gente a excremento.
    Tais seres só nascem de mulheres embebidas de anticoncepcionais, e que se alimentam com hormônios sintéticos ou de outras origens que não o próprio corpo. Tais mulheres usam suas vaginas como parques de diversão para lixos, pusilânimes e com isso reproduzem o que há de mais imundo no mundo, pederastas, homossexuais (não existem mulheres homossexuais, pois sexo é violação e mulher não viola a ninguém), os sodomitas em estado total.
    Assim quando colocas essas sadias mulheres (toda mulher que recusa "omem" é sadia, e homens já não existem, e a prova é viagras e outros afrodisíacos, pois POTÊNCIA SEXUAL só os homens têm, e dão conta de TODAS e não precisam de um tempo para terem nova ereção, isso é coisa de pusilânime) no mesmo patamar que coprolagnos estás aquilatando mulheres sadias que buscam de forma higiênica resolverem seus pruridos a entidades imundas que emulam reprodução de EXCREMENTO, inclusive aquilatando seus esgotos a sagradas portas da vida.
    Quem tocou nessa mulher é um "omem", é um lixo nascido de uma que acha que sua vagina é parque de diversões de cafajestes e pariu isso, esse lixo, e sem dúvida o filhote desse lixo é um pederasta, pois ele é um protopederasta.
    Observo também que TODO sodomita, pederasta é PEDÓFILO, visto que ânus está maduro e funcional desde o mecônio e se esses imundos entendem ânus como "órgão sexual" fica claro que crianças até recém nascidas são maduras sexualmente!
    Como mostro aquilatar uma lésbica a um homossexual é condenar o homo sapiens a extinção para o florescer do homo sexual, homo fecus, o homo pedofilus.
    Grato pela atenção e espaço para opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedofilia Feminina e os olhos fechados da sociedade:

      https://www.facebook.com/video.php?v=471872722836751

      Eliminar
    2. Anõnimo, eu como homem sempre sonhei em ser abusado por uma mulher em minha tenra infância, infelizmente não tive esse "azar"!
      Se vc ainda não percebeu as diferenças entre órgão sexual masculino e feminino, é grave!
      Um falo não é alterado em sua anatomia por penetradas, vaginas são, um falo não tem himem, vaginas tem, um macho é feito para sexuar ad infinitum, vide a produção espermática, e fêmeas são fisiologicamente preparadas para sexuar só no cio.
      Mulheres se deitam com qualquer excremento por conta da religião, sempre de cunho falocrata, mas se conhecem homem de verdade param com esse mau hábito.
      Aliás, mulher que se deita com vários é sinal que não sabe escolher macho, a prerrogativa primeira de uma fêmea.
      Como mostro só um pederasta (ou um protopederasta) não gostaria de ser "violado" por uma mulher mais velha quando pequeno.
      Ainda em tempo o vídeo fala de doença mental decorrente de maus tratos e abusos pedófilos e até na maturidade que levou mulheres a adquirirem um comportamento sádico, doentio, isso não é pedofilia, pedofilia é ato sexual com menores, isso é perversão sadismo e tortura.
      Mulheres pedófilas "comem" os meninos, e eventualmente meninas, entretanto acho que é melhor uma mulher ser tocada por uma adulta do que por um excremento com falo, seja adulto ou adolescente.
      Mulher não deixa fedor dentro de mulher, homem sempre deixa, só que "omerns não conseguem sentir esse fedor, pois lhes falta testosterona para tal, se eu estivesse errado não existiria viagra, nem HCG, e muito menos seres jodando futebol, onde 22 retardados pederastas correm atrás da bola e se atritam suados sem o menor pudor, nem lutas de MMA e outras imundícies chamados de esportes coletivos.
      Macho odeia macho, ou de outra forma tem menos testosterona do que devia ter!
      Só permitimos alguns porque não dá para ter todas e eventualmente tem personagens que merecem respeito. Não é o caso dos escondidos no anonimato!

      Eliminar
  3. Que se lixe o politicamente correcto, aqui vai:

    Obviamente sou contra a violência, seja doméstica ou não doméstica. A violência física é sempre uma coisa que devemos evitar, embora tenhamos o direito à legitima defesa. A violência psicológica também é algo terrível e até pode deixar marcas mais duradouras.

    Mas, em relação a esta coisa da violência doméstica (ou não doméstica), não se esqueçam de que o homem também pode ser vitima ( e algumas mulheres são peritas nos joguinhos de manipulação e tb na agressão psicológica...). Na verdade, a mulher pode até bater mais do que o homem, mas claro que o homem pode fazer mais estragos devido à força física. Cuidado meus amigos, porque isto tem servido para dar força às"feminazis".Devemos defender os direitos dos humanos e não os direitos das mulheres! Tratando-se de adultos, as mulheres não são mais especiais do que os homens, a única diferença é que podem ter filhos e tudo mais relacionado com esse facto e isso é de ter em conta, claro. Entendo as boas intenções, mas esta constante vitimização e generalização tem servido para dar força às estratégias das feminazis. Elas não querem igualdade, elas querem é inverter o jogo e já começamos a ver isso. É só reivindicar direitos pra cima e pra baixo, mas quando são beneficiadas ficam caladinhas. As mulheres não são iguais aos homens em tudo, ponto final, assim como os homens tb não são iguais às mulheres, independentemente dos direitos, o homem está mais preparado para certas coisas e as mulheres, em regra, estão mais preparadas para outras.

    Quanto à emancipação, pois muito bem, não sou contra a liberdade, mas uns acham que a liberdade lhes fez mal, e outros acham que lhes fez bem. Não vou comentar, apenas fica a alerta para quem andar distraído. Apenas diria que aceitar direitos e liberdades não significa que sejamos obrigados a, pessoalmente, concordar com todo o tipo de comportamentos e estilos de vida, só para não sermos rotulados de machistas ou preconceituosos...

    Espero criticas, como é natural.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anônimo, pelo que entendi achas que mulheres que não o querem são feminazis, aquelas que te humilham, que te desconsideram e que por ventura discordem de suas idéias cheias de "virilidade".
      Claro que não tens como compreender mas vale observar que seres de sua laia é que acham que tem que bater em mulher que lhe prega a mão na cara, eu no meu entender acho que homem que "instiga" a mulher a pregar a mão na cara é um "omem", afinal mulher tem aquele sentido a mais para respeitar homem, assim como homem tem aquele bom senso para respeitar mulher, mesmo que essas não se respeitem.
      Observo que uma mulher pode até partenogeneticamente perpetuar a espécie, enquanto homem precisa sequestrar corpo feminino inclusive com proibições abortivas e estupros para perpetuar seus genes de m...
      Como mostro, são "omens" aqueles que acham que bunda é lugar de meter a vara, assim como são "omens" os que entendem que mulher descordante, agressivas são feminazis. Observo também que movimentos de libertação feminina são inventados por "omens" que precisam de mulheres fáceis para tê-las.
      Observo mais, no mundo animal 80% dos machos morrem virgens e só o melhor fica com todas e o melhor não tem nenhum problema nem com "feminazis" pois sabe que mulher atyé lésbica quando se aproxima de macho de verdade, com qualidades e características que são interessantes para filhotes, viram mulheres "calientes" no mesmo instante.
      O mais importante, se existissem homens para que mulheres não fossem feminazis, elas não seriam, mais nesse caso não haveria perfumados, axes nas axilas, brinco na orelha, tatuagem no corpo, cabelo arrumadinho, fortão de academia e tampouco lutadores de octógonos, afinal todos gostam de homem, de espelho, de fedort de macho no corpo e o pior, não tem hormônios para sequer se garantirem, pois a té o fedor de macho escondem!
      Como mostro, a causa de feminazis são os misóginos antifeminazis!
      Elas são injustiçadas desde sempre, tenha um mínimo de consideração com quem foi sacaneada sempre e agora naturalmente assim como sempre, se puderem vão revidar.
      Isso é ser MACHO, macho defende fêmea sempre, pois elas são as perpetuadoras da raça.

      Eliminar
    2. Minha cara, isto dava pano para mangas, mas, perante tanto disparate junto e coisas erradas ( porém algumas certas mas incompletas), decidi poupar meu precioso tempo, pois tenho coisas mais importantes a fazer.

      Convém dizer que o meu texto não foi uma resposta ao seu. Apenas li o seu primeiro texto (também cheio de disparates) mais tarde.

      Convém também dizer que algumas mulheres também criticam as feminazis ( e outras tantas que se deixam levar) e por isso não são só os "omens" sem h, como você diz, nessa sua teoria descabida. Existem muitas razões para alguém pensar x ou y, por isso não fale daquilo que não sabe, e abstenha-se de fazer psicologia barata/ataques pessoais, quando alguém discorda das suas ideias, isso chama-se falácia pura e dura!

      O que eu tinha a dizer já disse.

      Fique bem e Boas Festas.

      Eliminar
    3. Caro "corajoso" anônimo, só não sugiro que pague um boquete no meu "glande clitóris", porque ao contrário de vc, sou misandrico e não misógino. Mas se quiser pode mandar as mulheres insatisfeitas contigo me procurarem, vou brincar de velcro profundo com elas! :-D

      Escrever excrementisse em blogs alheios é característica de valente que bate em mulher, se esconde atrás do teclado e mostra o quão viril é.
      Vai tomar viagra como seus amigos e depois diga que deu três na mesa do boteco bravateando com seus amigões todos suados depois de uma partida de futebol com muitos abraços a cada gol (golo aí em Portugal), e sempre pulando de pernas abertas nos braços dos companheiros de time, sorridente e histérico a comemorar os golos!
      .
      E aí, tu acha o Cristiano Ronaldo um gajo bonitão?? :-D

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  4. http://ramirolopesandrade.blogspot.pt/2014/12/jose-socrates-e-inocente-e-uma-cabala.html

    ResponderEliminar