quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Pílula: tomar preferencialmente Trinordiol ou Microginon

.





Todos os anticontraceptivos orais (pílula) aumentam o risco de trombose venosa profunda que pode resultar em embolia pulmonar e potencialmente em morte, mas existem diferenças significativas entre eles.

No início, pensou-se que o problema seria a dose de estrogénios, como tal a dose de etinilestradiol (o estrogénio usado nas pílulas) foi progressivamente diminuído até chegarmos às pílula mini-doseadas. Mais tarde, verificou-se que o progestagénio utilizado também tinha influência.



O mundo das pílulas:


O componente progestagénico da pílula é, tradicionalmente, classificado numa de quatro gerações de compostos, tendo como critério o momento em que ocorreu a sua introdução no mercado, e não a sua estrutura ou acção farmacológica, o que, por vezes, se torna bastante confuso e cientificamente pouco útil.


A pílula anticontraceptiva oral é uma combinação de um estrogénio e de um progestagénio, sendo que o estrogénio utilizado o etinilestradiol. Devido aos efeitos secundários dos estrogénios, sempre se procurou diminuir a sua dose, e para isso foram desenvolvidas novas moléculas de progestagénio.



O quadros seguinte mostra os vários compostos das principais pílulas:



DERIVADOS DA TESTOSTERONA:


1ª Geração : Noretisterona (não usada como anti-contraceptivo)


2ª Geração : Levonorgestrel - Microginon, Trinordiol, Miranova


2ª Geração : Norgestrel (não usado como anti-contraceptivo)


3ª Geração : Desogestrel - Marvelon, Mercilon, Novynette


3ª Geração : Gestodeno - Gynera, Tri-Gynera, Harmonet, Microgeste, Minigeste, Minulet, Tri-Minulet, Minesse,


4ª Geração: Ciproterona - Diane 35



DERIVADOS DA ESPIRONOLACTONA:


4ª Geração: Drospirenona - Yasmin. Yasminelle, Yaz




Yasmin, Yasminelle e Yaz: não utlizar.


Como podemos verificar, os progestagénios até aqui utilizados eram derivados da testosterona. Recentemente, há cerca de dez anos, o laboratório Bayer iniciou a comercialização de uma pílula em que o progestagénio é um derivado, não da testosterona mas sim, da espironolactona, a drospirenona.


A espironolactona é um diurético, isto é, aumenta a eliminação de líquidos no organismo, e por isso é utilizada no tratamento da hipertensão e em certas doenças em que existe retenção de líquidos, como na insuficiência cardíaca congestiva.


A espironolactona tem a particularidade de ser um poupador de potássio, isto é, impede que o organismo absorva muito sal e previne que os níveis de potássio fiquem muito baixos. Este factor poderá estar na origem de um risco aumentado de trombose verificado com a toma das pílulas Yasmin, Yasminelle e Yaz (pílulas de 4ª geração)


http://octopedia.blogspot.pt/2011/12/yasmin-e-yasminelle-triplicam-o-risco.html




A Diane 35 deveria ser definitivamente retirada do mercado.


Após a morte de 4 mulheres, em França, relacionadas com a toma de Diane 35, e a supteitade de mais três casos que estão a ser investigados, a agência francesa do medicamento decidiu a sua retirada do mercado. Além disso, a pedido da França, a Agência Europeia do Medicamento (EMA), vai reexaminar as pílulas anti-contraceptivas de 3ª e 4ª geração.


A Diane 35 é uma pílula de 4ª geração, assim como Yasmin, Yasminelle e Yaz, que apesar de terem um progestagénico diferente, têm sido alvo de muitas queixas contra a Bayer, por parte das utilizadoras, sobretudo nos Estados Unidos, por aumentarem o risco de trombo-embolismo.


A Diane 35, comercializada em 116 países, além de anti-contraceptivo, também é muito utilizada no tratamento do acne, apesar da sua eficácia moderada e apenas observável ao fim de vários meses de tratamento.


As suas contra-indicação são numerosas: má circulação nas pernas, episódios anteriores de isquémia ou trombose, angimna de peito ou infarto, AVC, diabetes ou suspeita de cancro.



Trinordiol e Microginon: o melhor benefício-risco.


Nas mulheres que não tomam qualquer pílula, o risco de trombose venosa é de 5 a 10 casos por 100 000 mulheres por ano, no caso das pílulas de 2ª geração o risco é de 20 casos por 100 000 mulheres por ano, no caso das pílulas de 3ª geração o risco é de 30 a 40 casos, número esse que sobe para 80 casos nas pílulas de 4ª geração.










Todos estes dados sugerem que no caso de uma mulher escolher como meio anti-contraceptivo uma pílula, deverá preferencialmente usar uma da chamada 2ª geração, com levonorgetrel, ou seja Microginon ou Trinordiol.





.

104 comentários:

  1. Boa Tarde, a pílula Mercilon tem um risco elevado? Fiquei com algumas dúvidas. Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos dados estatísticos disponíveis, Mercilon, de 3ª geração, terá um risco superior às pílulas de 2ª geração.

      Eliminar
  2. Olá Octopus...

    Ideal é serem inteligentes e criativas e não utilizarem nenhuma contracepção oral!

    Se não forem capazes de tal proeza, então realmente é preferível ingerir a droga que tem menos probabilidade de as deitar a baixo!

    Como é costume... Tudo o que criamos para alterar a Natureza e os Ciclos Naturais, acabam sempre por se virar contra o "criador"...

    Mas parece que ainda estamos longe, e até acho que nunca lá chegaremos, de deixarmos de tentar enganar as regras básicas que regem as funções biológicas e químicas que nos permitiram chegar aos dias de hoje!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voz,

      Não é fácil falar em meios contraceptivos, existem outros para além da pílula, mas é um facto, que esta permitiu à mulher uma certa "libertação" em relação ao domínio masculino.

      A escolher um deles, o artigo que escrevi preconiza o que menos efeitos colaterais proporciona.

      Eliminar
  3. Caro Dr. Octopus,

    Em primeiro lugar deixe-me felicitá-lo pelo excelente trabalho de informação que faz aqui no seu blogue. São muito poucos os médicos que assim põem ao serviço do próximo os seus conhecimentos!

    E agora, se me permite, gostaria de lhe colocar uma questão que, curiosamente, nunca antes coloquei mas que me desperta grande curiosidade:

    O feto pode ser afectado pela toma de contraceptivos até à altura de engravidar?

    Pedindo desculpa pelo atrevimento de o interrogar,deixo-lhe aqui um

    Abraço cheio de amizade,

    Isabel G

    ResponderEliminar
  4. Isabel,

    Como é meu habito, não pretendo, nem nunca foi meu objectivo responder, tal um consultório médico virtual, a qualquer questão relacionada com a medicina. Apenas tento informar, consultando os dados mais actuais possíveis e desmistificando o que a industria farmacêutica nos quer fazer crer como verdadeiro.

    Excepcionalmente, e por seres uma pessoa que admiro: claro que o feto é afectado se uma mulher está a tomar a pílula e engravida. Não se sabe até que ponto, dado que os estudos que existem falam em falha do meio anti-contraceptivo, mas nunca estudam os efeitos que poderão ter no feto dada a perturbação hormonal originada pela toma da pílula. No entanto estou convencido que sim, até que ponto não sei. Um assunto a desenvolver.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  5. E da cancer de mama e ovario!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos estudos disponíveis a pílula diminui o risco de vir a ter cancro no ovário, e isto, independentemente da dose hormonal em estrogénios.

      http://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140673608601671/abstract

      Em contrapartida, aumenta o risco de cancro da mama e do colo do útero .

      http://cebp.aacrjournals.org/content/17/1/43.abstract

      De salientar também um facto interessante: o risco de cancro da mama diminui em cerca de 7% por cada gravidez e em cerca de 4% por cada ano de amamentação.

      http://www.lllfrance.org/Etudes-sur-l-allaitement/Cancer-du-sein-et-allaitement-une-meta-analyse.html

      Eliminar
  6. Gratíssima pela resposta, Dr. Octopus! E muito reconhecida pela consideração demonstrada!

    Sabe?, eu fiz a pergunta, não tanto no sentido médico mas mais no sentido ético. A verdade é que eu tinha a percepção de que o feto era afectado e a grande interrogação que coloco a mim mesma sobre a contracepção é: como é possível conviver com um acto que pode prejudicar terceiros? Sim, porque nunca vi, em meu redor, mulher alguma em fase de contracepção preocupada com os problemas que um dia poderá passar ao feto!Tenho dificuldade em compreender esta insensibilidade, este egoismo quiçá incosciente, em relação a um futuro ser...

    Abraço pleno de gratidão,

    Isabel G

    ResponderEliminar
  7. Qual será a geração da Denille?

    ResponderEliminar
  8. A "Denille", para além do habitual estrogénio (etinilestradiol), contém dienogest. Foi aprovada pela Infarmed em 24/03/2010. A sua composição é semelhante a uma outra pílula pouco prescrita, a "Valette". Ambas são pílulas de 4ª geração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá tenho 19 anos e tomei essa pilula 2/3 anos e a minha ginecologista mudou-me para a miranova, pois comecei a ter varizes já com esta idade! Sinto-me bem melhor, não tendo tanta fadiga nas pernas. Agora tenho uma duvida...a trinordiol é melhor que a miranova?

      Eliminar
  9. Caro Octopus,
    Acho que contraceptivos são ferramentas de domínio masculino, pois entendo que mulher não tem equipamento fisiológico para entender o sexo como prazer. Elas tem um sexo frágil no que tange ao formato, gerando um campo perfeito de cultivo de QUALQUER coisa dentro delas. Elas não foram configuradas para ver "prazer" em sexo, elas foram configuradas para terem cio e com isso ficarem afeitas a serem fecundadas, e assim, no cio, o prazer acaba sendo uma reconpensa pela sábia escolha de reprodutor.
    Entretanto quando mulher usa seu corpo para ter prazer ela está condenando a raça humana, pois escolha sadia não passa por critérios sociais, somente biológicos.
    Nem todo homem é homem, vide viagra e todos os afrodizíacos, assim nem todo homem poderia tocar em mulher. E muito menos uma mulher poderia aceitar viagreiros, isso é fisiológicamente herético!!
    O mundo está repleto de lixos, as patogenias antes oportunistas viraram regra, as patogenias antes de velhos atacam crianças, e acima de tudo a quantidade de pederastia esta alarmante, e isso tudo é FRUTO ABSOLUTO DO SEXO LAZER, SEM CRITÉRIO, QUE PERMITE VIAGREIROS REPRODUZINDO!! O preço que pagamos é uma sociedade degenerada!!
    Anticoncepcional é hormônio feminino e graças a essa barbaridade, pederasta virou "gênero"!!
    Introduzir membro viril em buraco esgoto do corpo virou regra, e o mais brutal é que parece que pelo tipo de gente que vem nascendo, o tal buraco esgoto, o ânus, é o local certo de se colocar semem de viagreiros, metrossexuais e pederastas.

    Corpo de mulher não é parquinho de diversão de cafajeste.
    E quem não é cafajeste não permite que sua mulher tome contraceptivo, pois presa pela saude dela muito mais do que pelo prazer egoista, assim usa do óbvio, método natural ou abstinência, isso é ser homem!!

    E para esclarecer melhor:
    O saco escrotal é fora do corpo porque semem nasce a 36,5 graus e quando a temp. está quente, os ovos afastam do corpo (37 graus) e quanbdo está frio, ele recolhe para pegar calor do corpo. Se muito quente, ele recolhe pois os 37 graus do corpo são menos prejudiciais que temp. maior do ambiente.
    Os índios se utilizam de um método perfeito, colocam as bolas de molho na areia quente, matando todos os espermas do saco, só tendo que eliminar os da própstata para poder ficar estéril.
    Eu uso a água do chuveiro temp. inverno, é algo na faixa dos 45/50 graus e é só deixar as bolas cozinhando :-D.
    As bolas tentam fugir mais temos que segura-las na água quente.

    Os contraceptivos só servem para mulher ficar disponível qualquer hora, e isso só interessa aos 'omens".
    Eu prefiro mulher que não seja afeita a agradar "omem".
    Sexo é prêmio para o melhor e não diversão para a lixarada!!
    O preço??
    Reproduzir lixo gera lixo, e assim caminha a humanidade!!!

    Abç.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deparei-me com o seu comentário por acaso e não quis evitar responder e corrigi-lo:

      "Clitóris ou clitóride (do grego κλειτορἰς - kleitorís) é, na anatomia, o nome que se dá ao órgão sexual feminino alongado e erétil, localizado na parte superior da vulva, nos mamíferos. [...] e tem função exclusivamente no prazer sexual[...]"

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Cl%C3%ADtoris

      Volto a repetir: tanto quanto se sabe, a função do clitóris é (*EXCLUSIVAMENTE*) o prazer sexual!

      Sexo é "prémio" para quem dele desfruta, sempre com o consentimento de ambas as partes obviamente, independentemente do género (masculino ou feminino).

      E a assinante - eu - é mulher e corrobora as afirmações citadas.

      Eliminar
    2. Cada um faz o que quiser da própria vida, todas as mulheres merecem ter a escolha de ter filhos ou não! É não é você que vai dizer se isso é certo ou não. O que uma pessoa que não aprova contraceptivos está fazendo numa página sobre o assunto? Se não é do seu interesse é bem simples pesquisar sobre outras coisas!

      Eliminar
  10. Caro Octopus,
    Pergunto se conheces o trabalho de Georges Lakhovisk ou de Royal Rife, dois cientistas do início de sec. 20.
    Vale a pena!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. caro Vapera,

      Não conheço esses trabalhos, no entanto vou pesquisar.

      Obrigado

      Eliminar
  11. Caro Octropus,
    Pergunto, se for possível responder, qual a sua opinião relativamente à pilula Cerazette (que, como sabe, é composta por desogestrel). Apesar de ser composta por um progestativo de "3ª geração", as ditas mini-pilulas sempre foram preconizadas como sendo um pouco mais seguras para mulheres com mais de 35 anos ou com determinados factores de risco cardiovasculares.
    O que acha?
    Desde já obrigada pela resposta,

    ResponderEliminar
  12. Cara Cat,

    A Cerazette, composta por desogestrel, apresenta, segundo os estudos, o dobro do risco de trombose venosa de uma pílula de segunda geração.

    ResponderEliminar
  13. Cara Cat,

    A Cerazette, composta por desogestrel, apresenta, segundo os estudos, o dobro do risco de trombose venosa de uma pílula de segunda geração.

    ResponderEliminar
  14. A Denille é uma pilula da 4º geração.
    Tenho algumas duvidas acerca desta pilula, é um pilula eficaz contra a gravidez?

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde,

    Queria perguntar em que geração se insere a Denille (Dienogest + Etilinilestradiol) e se é eficaz no combate às dores mesntruais das quais sofro imensamente. neste momento tomo a Gynera mas o médico recomendou-me a Denille porque disse que era mais fraca.É de confiança? reduz o risco falado acima? Obrigada

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde

    Tomo a Gynera e o meu medico recomendou-me a Denille. gostava de saber se é um contraceptivo eficaz e se reduz as dores menstruais das quais sofria imensamente antes de tomar a Cerazette e agora a Gynera. Reduz o risco acima descrito?

    Obrigada

    ResponderEliminar
  17. Bom dia

    A 3 anos e tal que tomo Microgeste(Genosteno-60--etinilestradiol-15), notei vários efeitos secondários desde o começo mas pensei que desapareçesem com o tempo(mudaças de humor um pouco severas, e a morte de libido), mas continuaram...
    O que gostei muito foi a cartela pois é de 24+4 (antes de tomar a pilula tinha ciclos mestruais pesados com hemorragia).
    Hoje falei com a minha médica de familia para mudar, e requeri que fosse 24+4 mas de dosagens diferentes, a doutora passou me a Minigeste de 21 comp. infelizmente.

    Irei falar com a minha farmacieutica e pode ser que tenha uma recomendação melhor do que a da médica de familia, senão terei que esperimentar a Minigeste.

    Serã que Minigeste tem a mesma morte de libido como a Microgeste?

    Obrigado.Abraço.

    ResponderEliminar
  18. Vengo navegando online más de tres horas hoy y no había encontrado ningún
    artículo interesante como el tuyo. Personalmente opino que, si todos los propietarios de webs
    y blogueros escribieran un buen contenido como éste, la red sería mucho más útil.

    Excepcionalmente bien escrito!

    Take a look at my site; anticonceptiva yasmin

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde.
    Gostaria de saber (se é que existe) qual é a pílula vendida em França que seja correspondente a pílula Miranova... Muito obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pílula equivalente à Miranova no mercado francês tem o nome de Norlevo

      Eliminar
  20. Bom dia Dr. Octopus,
    Gostaria de perguntar qual a opinião acerca do NUVARING, recentemente li um artigo bastante alarmante no Vanityfair online, sobre os riscos de embolia pulmonar provocados por este contracetivo.
    Obrigada pela atenção
    Andreia Gonçalves

    ResponderEliminar
  21. O Nuvaring é um anel vaginal contraceptivo em que o progestagénio é o etonogestrel, um metabolito activo do desogestrel, e como tal uma pílula de 3ª geração.

    As pilulas actualmente no mercado com menos risco são as de 2ª geração.

    A revista médica British Medical Journal publicou um estudo recente em que analisou 1,5 milhão de mulheres com idades entre os 15 e os 49 anos entre 2001 e 2010 e chegou à conclusão que o Nuvaring tem um risco de tromboses 2,5 vezes maior do que as pílulas de 2ª geração (levorgestrel) e 6,5 vezes maior em relação às mulheres que não usam anticoncepcionais.

    ResponderEliminar
  22. Boa noite, dr octopus. Qual a sua opinião sobre o Mirena? No passado engordei muito com a Diane35 e mesmo com a Valette para tratar ovarios poliquisticos. Estou a pensar colocr o SIU Mirena, tem inconvenientes?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  23. Cara anónima,

    Diane é para esquecer.

    Minera é um Minera é um DIU com libertação de levonorgestrel, um progestagénio de 2ª geração, logo preferível às outras.

    ResponderEliminar
  24. Boa noite. Comecei a tomar pílulas há cerca de 10 anos para controlo hormonal e para combater o acne mais especificamente. Foi me prescrita a Yasmin, que caso a tomasse e não me deitasse de seguida, me provocava enormes dores de cabeça, mau estar, indesposiçao... Tomei durante 2 anos até que uma prima enfermeira me disse que devia para de imediato. Mudaram me para a diane35 que também não gostei. Mudei depois para a minigest que também me matou a libido e além disso provocava-me dores horríveis nas pernas devido à má circulação. Hoje em dia estou a tomar belara, com a qual me dou bastante bem. Como vi que ninguém falou nesta gostava de saber a sua opinião. Obrigada

    ResponderEliminar
  25. A Belara contém a a clormadinona, um progestagénio de 4ª geração e portanto apresenta um maior risco que as pílulas de 2ª geração.

    De salientar que o governo francês decidiu a partir de 31 março 2013 deixar de comparticipar as pílulas de 3ª e 4ª geração devido ao seu elevado risco trombo-embólico.

    ResponderEliminar
  26. Bom dia. Estive a ler os comentários acerca da Denille (que estou a tomar há 2 meses) e apercebi-me que o Octopus não respondeu às dúvidas das leitoras. Em 2008 fui-me diagnosticado um linfoma não-Hodgkin e tive que fazer quimio e radio. Na sequência desses tratamentos tenho melasma do qual não me consigo livrar, por mais tratamentos e hidroquinona que faça. Aquando do aparecimento do linfoma, eu tomava Yasmin e continuei a tomar depois dos tratamentos. Recentemente o meu dermatologista aconselhou-me a trocar para outra menos doseada, já que o melasma é um dos possíveis efeitos secundários da pílula. A ginecologista trocou a Yasmin pela Denille há 2 meses e só tenho mais efeitos secundários: perda TOTAL da líbido, dores de pernas, aumento do apetite, alterações de humor, retenção de líquidos e perda de cabelo. Acha que devo trocar para que pílula, uma vez que deixar de tomar não é uma opção (fico com a pele e cabelos muito oleosos e o peito fica sem volume)?

    ResponderEliminar
  27. Bom dia. Estive a ler os comentários acerca da Denille (que estou a tomar há 2 meses) e apercebi-me que o Octopus não respondeu às dúvidas das leitoras. Em 2008 fui-me diagnosticado um linfoma não-Hodgkin e tive que fazer quimio e radio. Na sequência desses tratamentos tenho melasma do qual não me consigo livrar, por mais tratamentos e hidroquinona que faça. Aquando do aparecimento do linfoma, eu tomava Yasmin e continuei a tomar depois dos tratamentos. Recentemente o meu dermatologista aconselhou-me a trocar para outra menos doseada, já que o melasma é um dos possíveis efeitos secundários da pílula. A ginecologista trocou a Yasmin pela Denille há 2 meses e só tenho mais efeitos secundários: perda TOTAL da líbido, dores de pernas, aumento do apetite, alterações de humor, retenção de líquidos e perda de cabelo. Acha que devo trocar para que pílula, uma vez que deixar de tomar não é uma opção (tenho 41 anos, fico com a pele e cabelos muito oleosos e o peito fica sem volume)?

    ResponderEliminar
  28. Já tinha respondido em comentários anteriores que a Denille é uma pílula de 4ª geração, logo com risco trombo-embólico superior às pílulas de 2ª geração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sendo assim, qual a pílula que me aconselha?

      Eliminar
  29. 2ª geração, claro, como por exemplo Trinordiol

    ResponderEliminar
  30. Boa noite. Antes de mais obrigada pelos esclarecimentos fornecidos, é verdade que devemos sempre recorrer ao medico que nos conhece para este tipo de decisões, mas por vezes é bom outros pontos de vista. comecei desde cedo a tomar a pilula com cerca de 16 anos penso eu, nao como contraceptivo mas especialmente por causa das fortes dores menstruais que tinha. a minha medica de familia pediu analises sanguineas e acabou por me recomendar a Mercilon... troquei a cerca de um ano para a novynette. vi no seu artigo que sao ambas pilulas de 3a geracao e, agora que estou a residir na França nao vao ser comparticipadas por causa dos riscos superiores para a saude. a verdade é que nunca tive problemas, tinha dores mestruais horriveis, tinha que ir para casae faltar a aulas ou trabalho e as primeiras 6 horas de cada ciclo eram passadas deitada, sem conseguir fazer nada. a partir do momento que comecei com a pilula as dores desapareceram e a acne tambem. A questao que me coloco é se deveria, mesmo assim trocar para uma pilula de menor risco e se os efeitos em termos de dores mestruais serao os mesmos. Se pudesse dar me a sua opiniao ficaria lhe muito grata.
    Cristiana.

    ResponderEliminar
  31. Cara Cristiana,

    Pode (e deveria) trocar a sua pílula para uma de menor risco. Quanto às dores menstruais, os efeitos serão semelhantes.

    ResponderEliminar
  32. Ola Saudações dr. A minha questão é a seguinte.. Pode uma mulher q tem perturbações menstruais tomar pilulas ?.neste caso microginon?

    ResponderEliminar
  33. Ola saudações dr pode uma mulher que tem perturbações menstruais tomar pilulas ? Neste caso microginon?.. ... Obrigado.

    ResponderEliminar
  34. Num grande número de casos, a toma da pílula pode corrigir algumas das perturbações menstruais, tudo depende das perturbações e eventual causa.

    ResponderEliminar
  35. viva! Li este artigo e pesquisei um pouco sobre os diferentes tipos de progesterona. As pílulas k aconselha têm levonorgestrel com forte componente androgenico (pele oleosa, aumenta da pilosidade) que nenhuma mulher deseja. Parece-me melhor optar pelo gestodeno, com risco tromboembolico moderado mas efeito androgenico pequeno e diurético! O que acha??!

    ResponderEliminar
  36. Tomei por 20 anos o contraceptivo de 2 geração e nunca tive problema nenhum . Por vaidade resolvi trocar e a medica me indicou uma dessas pilulas de beleza ( yasmin) ....
    Desinchei imediatamente e perdi 4 kilos logo na primeira cartela . A minha felicidade não foi maior que meu desespero quando fiquei com um problema circulatório que me custou quase a vida . Na primeira cartela sentia meus braços pesados ...cansados...e minhas veias saltadas . Fui ao médico e tive principio de trombose . Nunca mais uso um anticoncep de 3 0u 4 geração ...

    ResponderEliminar
  37. Boa tarde Dr. Octopus,

    Tomo a pílula YAZ há cerca de 3 anos. Ultimamente tenho tido fortes dores de cabeça, queda de cabelo e cansaço físico generalizado sem outro tipo de causa aparente. Também me apareceram "moscas volantes".
    Hoje, mudaram-me para a MINIGESTE.
    Depois do que li, gostava que me aconselha-se se seria preferível utilizar as pilulas de 2ª geração ou mesmo a inibição de este tipo de anticonceptivos. Estou a ficar bastante alarmada com tudo isto.

    Peço desculpa pelo incómodo. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  38. Boa tarde Dr. Octopus,

    Tomo a pílula YAZ há cerca de 3 anos. Ultimamente tenho tido fortes dores de cabeça, queda de cabelo e cansaço físico generalizado sem outro tipo de causa aparente. Também me apareceram "moscas volantes".
    Hoje, mudaram-me para a MINIGESTE.
    Depois do que li, gostava que me aconselha-se se seria preferível utilizar as pilulas de 2ª geração ou mesmo a inibição de este tipo de anticonceptivos. Estou a ficar bastante alarmada com tudo isto.

    Peço desculpa pelo incómodo. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  39. Já disse várias vezes, a escolher uma pílula deverá ser, sem dúvida de 2ª geração.

    ResponderEliminar
  40. Olá Dr Octopus..
    Tenho 17 anos e quando iniciei a tomar anticoncepcional a um ano atrás minha médica me indicou Diane 35, mas ela me incha muito... Qual pílula seria mais indicada para mim?

    ResponderEliminar
  41. Tomei pílulas de segunda geração durante 10 anos, nunca tive nenhum efeito colateral. Minha medica me convenceu a trocar pelas pílulas de ultima geração, no caso a Yasmin, passei muito mal e fui parar no hospital com má circulação fortes dores de cabeça, quase morri, foi por muito pouco que isso não aconteceu.

    ResponderEliminar
  42. Boa tarde,
    Venho somente partilhar que a toma prolongada de Denille pode originar alguns transtornos como carência de magnésio e queda de cabelo.
    Tomo Denille há mais de um ano. Tenho me dado muito bem com esta pilula, ate ao inicio do mês de Fevereiro 2015. Tive episódios de espasmos nas pálpebras e tensão ocular originada pela carência de magnésio bem como enorme queda de cabelo. Fiz tratamento com um suplemento vitamínico que em pouco tempo eliminou totalmente os espasmos. Ao fim do tratamento e com a nova toma do ciclo de Denille os espasmos oculares tornaram a aparecer e o cabelo continua a cair abundantemente. No intervalo da toma senti-me muito melhor neste aspeto. Portanto vou parar de tomar esta pílula. Obrigada pela atenção e pela informação disponibilizada

    ResponderEliminar
  43. Boa noite eu gostaria de saber se a pílula é perigosa para a minha saude e se devo mudar. E qual a mais apropriada a tomar.
    Obrigada jessy

    ResponderEliminar
  44. Bom dia.
    Tomo a Qlaira. De que geração é esta pílula?? Eu tomava a Mercilon, mas foi me detectado um hemangioma no fígado e o médico receitou me esta... Será adequada ?

    ResponderEliminar
  45. Bom dia.
    Tomo a Qlaira. De que geração é esta pílula?? Eu tomava a Mercilon, mas foi me detectado um hemangioma no fígado e o médico receitou me esta... Será adequada ?

    ResponderEliminar
  46. Boa noite e gostaria de saber se a pílula é prejudicial para a saúde. Eu tomo a minigeste devo mudar? Se sim qual a mais apropriada ?

    ResponderEliminar
  47. Boa noite. Fui ao dermatologista e o mesmo me receitou a pilula Denille. Sendo uma pílula de 4ª geração e parecida com a Diane 35 para tratamento da acne, corro algum risco de ter uma embolia pulmonar, etc? e mesmo sendo fumadora (2 a 3 cigarros/dia) e bebo pouca água corro algum risco maior?? Também tenho um pequeno derrame na perna atrás do joelho. Tenho imenso receio de tomar esta pilula uma vez que houve aquela polémica com as pilulas Yasmin e Diane35..Devo tomar, ou não me recomenda? Nunca experimentei essa pilula e apesar de a ter comprado, tenho receio dos sintomas..por favor, aconselhe-me

    ResponderEliminar
  48. Bom dia! Gostaria muito que me esclarecesse uma duvida. Eu tomei a yasmin por cerca de 1 ano no entanto com toda esta polemica fiquei assustada e parei. A verdade é que nao tenho nenhum problema a nivel circulatório (penso, e espero, eu) mas nao tenho propriamente gosto em por a minha saúde em risco. Com a pesquisa que fiz percebi que a quantidade de estrogénio da yasmin e da microginon é a mesma. Isso nao implica que a microginon tenha também grandes riscos? Ou afinal é so o tipo de progesterona que provoca todos esses problemas? Agradecia muito uma resposta pois quero recomeçar uma pílula o quanto antes. Ja me informei com o meu medico, mas gostaria de ter outra opiniao :) Muito obrigada, cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A quantidade de estrogénio é de facto a mesma, o que diferencia a Yasmin da Microginon é a progesterona que não é a mesma, sendo que Microginon apresenta menos riscos de trombose venosa.

      Eliminar
    2. Obrigada pela rapidez. Acho que vou optar pela miranova pois é de 2geracao mas contém menos estropeio que a microginon. E portanto uma boa escolha, certo?

      Eliminar
  49. Bom dia! Gostaria que me desse a sua opinião. Fui a uma consulta médica e por apresentar alguns raios e má circulação o que levou ao aparecimento de alguma celulite foi-me aconselhada a mudança para a Miranova ou para o anel. Gostaria de lhe perguntar qual acha a mais adequada para não afetar tanto a circulação e o aparecimento de celulite. Obrigada!

    ResponderEliminar
  50. Boa tarde. Tenho 18 anos e tendência familiar para ter varizes. Acha que a pílula miranova me pode fazer mal?
    E egunda geração e tem menos estrogenio que a microginon certo?

    ResponderEliminar
  51. Não se trata dos estrogénio, mas sim da progesterona. A chamada segunda geração tem menos risco de trombose venosa, como neste caso a Microginon.

    ResponderEliminar
  52. Boa noite, gostava de saber em qual geração se insere a valette e a sua opinião.
    obrigada

    ResponderEliminar
  53. Boa noite, atualmente tomo novynette mas causa me dores de cabeça muito fortes , o que me aconselharia ? Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Novynette é uma pílula de terceira geração (melhor que as de quarta geração).

      Não percebo a relação entre essa pílula e as dores de cabeça!

      Eliminar
  54. Boa tarde, eu tomei durante 4 anos a pílula mercilon e agora quero passar para a pílula denille? Qual a diferença entre as duas? Obrigada.

    ResponderEliminar
  55. Boa noite! Comecei a tomar a pilula aos 20 anos a microginon ,dei me bem com ela,mas passado três anos deixou de ser compartecipada e comecei a tomar a mercilon ,com a qual tive muita queda de cabelo e dores de cabeça. Assim que relatei á medica de familia voltou a receitar me a microginon e tudo voltou ao normal. Em fevereiro de 2011 retirei a vesicula pois tinha calculos,e quando voltei a tomar a microginon tive praticamente 2 meses menstruada ora abundante ora fraco mas não parava. Como não consegui conaulta com a médica de familia dirigi me ao hospital, onde decidiram receitar me a denille. Só a tomei após falar com a médica de familia.dei me bem com ela,mas após ouvir cada vez mais casos de morte com pilulas fiquei com receio e como o meu marido estava emigrado decidi parar. Agora terei de a recomeçar ,pois estamos em inicio de vida e ainda é cedo para um rebento. Aqui reparei que prefere a microginon a denille. Aonselha me a tentar voltar a tomar a microginon? Já pensei que talvez o que sucedou apos a retirada da vesicula tb podera ter sido por o corpo se estar a habituar a funcionar sem vesicula. Que me aconselha doutor? Peço desculpa pelo testamento mas estou um pouco receosa. Muito obrigada

    ResponderEliminar
  56. Boa noite! Comecei a tomar a pilula aos 20 anos a microginon ,dei me bem com ela,mas passado três anos deixou de ser compartecipada e comecei a tomar a mercilon ,com a qual tive muita queda de cabelo e dores de cabeça. Assim que relatei á medica de familia voltou a receitar me a microginon e tudo voltou ao normal. Em fevereiro de 2011 retirei a vesicula pois tinha calculos,e quando voltei a tomar a microginon tive praticamente 2 meses menstruada ora abundante ora fraco mas não parava. Como não consegui conaulta com a médica de familia dirigi me ao hospital, onde decidiram receitar me a denille. Só a tomei após falar com a médica de familia.dei me bem com ela,mas após ouvir cada vez mais casos de morte com pilulas fiquei com receio e como o meu marido estava emigrado decidi parar. Agora terei de a recomeçar ,pois estamos em inicio de vida e ainda é cedo para um rebento. Aqui reparei que prefere a microginon a denille. Aonselha me a tentar voltar a tomar a microginon? Já pensei que talvez o que sucedou apos a retirada da vesicula tb podera ter sido por o corpo se estar a habituar a funcionar sem vesicula. Que me aconselha doutor? Peço desculpa pelo testamento mas estou um pouco receosa. Muito obrigada

    ResponderEliminar
  57. Lia,

    A única coisa que lhe posso dizer é que, do ponto de vista de risco de trombo-embolismo venoso, a Microginon é preferível.

    ResponderEliminar
  58. Olá! Tomei Diane durantes alguns anos por indicação médica devido a problemas com oleosidade e acne, entretanto, tive problemas circulatórios. Suspendi o uso e fui pesquisa alternativas que se adequassem às minhas necessidades, e que não tivessem efeitos colaterais tão severos. Embora toda a pesquisa que leio traga as pílulas de 2a geração como melhor opção, todas elas afirmam que os efeitos dessas pílulas são androgênicos. Minha pergunta, então, é a seguinte: há alguma pílula com bom efeito antiandrogênico que não seja as de 3a ou 4a gerações?

    ResponderEliminar
  59. As pílulas de 1ª e 2ª geração têm um efeito androgénico maior dos que as de 3ª e 4ª geração.

    Porém as pílulas de 2ª geração até podem ter um efeito benéfico na quebra de líbido.

    ResponderEliminar
  60. Não entendo! Então se as pilulas de 2ª geração são eficazes, com menos efeitos secundarios, para que casos existem as de 3ª e 4ª geração? Por que motivo existem estas ultimas?

    ResponderEliminar
  61. Uso o DIU Mirena há 3 anos, pq perdia a libido com pílula combinada (tomei Mercilon conti, Belara e Elane Ciclo e a queda da libido era o únido fator ruim) e desde que coloquei não me adaptei totalmente. De vez em quando tenho a sensação de gravidez, dor nas costas e pernas, pequenas cólicas.
    Decidi tirar. Gostaria de saber qual a pílúla indicada pra mim. Essas duas que o Sr. indicam afetariam a libido?
    Tb me dariam os sintomas do DIU Mirena?
    Estou até pensando em ficar só na camisinha, mas tenho medo. Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as pílulas podem afectar a líbido.
      Contudo, muitas vezes a questão da diminuição da líbido está relacionada com factores psicológicos.

      Eliminar
  62. Olá, tenho dores de cabeça frequentes, e tive enxaqueca com aura somente 2 vezes na vida... li que as pílulas combinadas não são recomendadas para esse caso... existe alguma pílula com hormônio de 2ª geração que não seja combinada? já desisti de tomar as pílulas de 3ª e 4ª geração... mas devido às dores de cabeça estou ficando sem opções de pílulas... vi que as indicadas são todas combinadas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não existe nenhuma pílula de 2ª geração que não seja combinada.

      Eliminar
    2. Obrigada! É uma pena.. estou ficando sem opções...

      Eliminar
  63. Boa noite Dr.
    A pílula trinordiol é de alta ou baixa dosagem?
    Provoca retenção de líquidos?!
    Gostava que me esclarecesse!
    Obrigada

    ResponderEliminar
  64. Boa noite Dr.
    A pílula trinordiol é de alta ou baixa dosagem?
    Provoca retenção de líquidos?!
    Gostava que me esclarecesse!
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pílula Trinordiol é de alta "dosagem", no entanto não é tanto a dosagem que está em causa, mas sim os seus efeitos secundários.

      Esta pertence ao grupo de pílulas que provam menos efeitos trombóticos em relação às novas pílulas, estas novas pílulas mais recentes de mais baixa "dosagem".

      Eliminar
  65. Olá boa noite,
    Tenho 23 anos e tenho ovários poliquisticos. Tomei a pílula minigeste durante alguns anos e agora o genecologista mandou-me tomar a pílula valette porque era a mais indicada para o meu problema. Acontece que, na verdade, eu não queria tomar pílula nenhuma mas o medico disse que era a única solução que tinha. Estou lhe a pedir que me ajude por favor nesta questão, já entendi que apesar de ambas as pilulas serem más, a valette é pior. No meu caso, posso continuar a tomar a minigeste? Tenho medo que a longo prazo a toma contínua da pílula me traga problemas como cancro, ou uma embolia pulmonar. Não queria mesmo nada tomar algo artificial, mas não encontro nenhum médico que me diga para não tomar no meu caso.

    Desculpe o desespero, mas vejo-me de mãos atadas.

    Obrigada! Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem conhecer plenamente o seu problema, lembro que existem outros meios de contracepção.

      Além disso o facto de ter ovários poliquisticos não a abriga a tomar a pílula Valette.

      Eliminar
    2. Obrigada pela atençao, e sim a questão até não é o método contraceptivo em si, mas sim a resolução dos ovários poliquisticos. Se eu tomar uma pílula de 2a geração, ela também será eficaz neste problema?

      Cumprimentos

      Eliminar
    3. Uma pílula de 2ª geração também será eficaz.

      Eliminar
    4. Muito obrigada por esclarecimento!

      Eliminar
  66. Boa tarde,

    Tomei muitos anos a Diane35 e entretanto mudei para a Yasmin.
    As razões sempre se prenderam com o facto de ambas fazer controlo do acne (oleosidade).
    A médica aconselhou-me a mudança para a Denille, que nas primeiras 2 semanas de toma já me deu fortes dores de cabeça, inchaço, tensão mamária. Disse-me que era normal até 3 meses ter estes sintomas.
    Já fui operada e retirei a sanefa.
    Preciso da sua ajuda no sentido de saber dentro do quadro apresentado, que pilula poderia tomar para ajudar no acne e que não me provocasse o efeito de inchaço e dores de cabeça.

    Muito obrigada.

    Gabriela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Gabriela,

      Não posso responder, dado que não conheço a sua idade.

      Apenas posso lhe dizer que qualquer pílula pode provocar problemas venosos como refere.

      Quanto ao acne existem outros medicamentos que podem ser utilizados.

      Não aconselho a utilização de Diane.

      Eliminar
  67. Obrigada pela resposta.
    Tenho 42 anos.
    A minha dúvida é entre a Yasmin e a Denille. Parecem-me equivalentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yasmin e Denille são efectivamente equivalentes, ambas da 4ª geração.

      A pílula só deve ser usada para especificamente para o tratamento do acne após a tentativa de utilização de outros medicamentos, após consulta com um dermatologista.

      Eliminar
  68. Boa tarde Octopus, gostaria de parabenizá-lo pela publicação, muito informativa! Tomei o anticoncepcional Qlaira e tive uma alteração muito grande na lubricação que foi a quase 0. Em contrapartida, deixei de tomar o Qlaira por alguns meses e tudo normalizou. Porém gostaria de voltar a tomar anticoncepcionais... Com relação a esse efeito colateral, qual seria o mais indicado?

    ResponderEliminar
  69. Boa noite,tenho 29 anos gostaria de saber se existe um anticoncepcional que não provoque acne e que tenha menos risco de trombose... o Femina,ou qlara teria menos risco?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já respondido.
      Opção: pílula de 2ª geração.

      Eliminar
  70. Muito boa tarde, o que me podera dizer sobre a pilula recente em 2011 composta por estradiol 1.5 mg + nomegestrol 2.5 mg?

    ResponderEliminar
  71. Boa noite doutor eu tenho uma filha de quase 5 anos e desde que ela nasceu tenho sempre que andar a trocar de pilula pois ando sempre com a menstruacao,agora a 2 anos que tomo a qlaira,mas tenho engordado muito desde que a tomo,gostava de saber qual poderia tomar na minha situacao.

    ResponderEliminar
  72. Olá! Sou nova aqui no seu canal! Tenho uma dúvida? O dienogeste (Qlaira) é de qual geração?

    ResponderEliminar
  73. Qlaira é uma pílula de 4ª geração

    ResponderEliminar
  74. Olá . Boa tarde ! Estou morando na França . Gostaria de uma indicação de pilula? No Brasil usava o Elani 28 . Aqui estou sem saber qual comprar .

    ResponderEliminar
  75. Olá . Boa tarde ! Estou morando na França . Gostaria de uma indicação de pilula? No Brasil usava o Elani 28 . Aqui estou sem saber qual comprar .

    ResponderEliminar
  76. Olá. Boa tarde !
    Estou morando na França e tenho dúvidas sobre qual pílula comprar . No Brasil usava o Elani 28 . Alguma sugestão ?obrigada .

    ResponderEliminar